Pular para o conteúdo principal

WhatsApp: Cuidado quando for realizar transferências em dinheiro pelo aplicativo

Imagem
Arquivo de Imagem
pagamento pelo Whatsapp

Os brasileiros que usam o WhatsApp já podem receber e enviar dinheiro para amigos e familiares sem precisar sair do aplicativo. A transação usa a função débito em conta bancária e passa a ser um grande aliado também para pequenos empreendedores que ainda não possuem CNPJ. Mas tamanha facilidade requer o dobro de atenção para não cair em fraudes.

Para as transferências em dinheiro, o usuário precisa cadastrar no WhatsApp um cartão que possui a função débito disponível. Assim, o dinheiro enviado ou recebido vai se movimentar direto da conta bancária associada ao cartão cadastrado. Exatamente igual as compras no débito pagas em maquininhas de cartão.

No entanto, com o crescente número de golpes pelo WhatsApp, fica a dúvida: esse tipo de operação é segura? De acordo com o consultor de tecnologia da SysCoin - maior empresa de Ecommerce do Centro-Oeste -, Luís Rabelo, o aplicativo utiliza várias camadas de proteção para assegurar que o usuário está protegido para transferir o dinheiro.

"Os protocolos de segurança adotados pelo WhatsApp requer tecnologia de ponta. A preocupação aqui seria na parte da clonagem do aplicativo e também na utilização de senhas fracas que são fáceis de serem descobertas", alerta.

LEIA TAMBÉM:
- WhatsApp: Veja como enviar e receber pagamento pelo aplicativo

Para o especialista, o primeiro passo é proteger o WhatsApp com a senha de dois fatores que é eficaz contra a clonagem do aplicativo. "Além disso, a senha de dois fatores precisa ser diferente daquela usada para finalizar a transação de envio de dinheiro. E quanto mais forte for a senha, mais protegido o celular estará", explica.

Sempre que o usuário for enviar dinheiro pelo WhatsApp, será preciso informar uma senha - que é criada ao cadastrar o cartão no aplicativo de mensagens. Para quem usa reconhecimento facial ou por digital, é possível usar essas opções na hora de finalizar a transação.

Rabelo explica que o ideal é usar a digital ou o reconhecimento facial, pois somente o proprietário do celular pode utilizar esses recursos. "É uma forma do celular reconhecer que é você que está realizando a operação. Se por um acaso alguém descobrir a senha, não será possível continuar por causa da falta da digital ou do reconhecimento facial", completa.

Até o momento, esse serviço do WhatsApp só está disponível para quem tem conta no Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Santander, Sicredi ou Woop.

Como cadastrar a senha de dois fatores

Cadastrar a senha de dois fatores é muito simples.

Passo 1: Ao acessar o WhatsApp, clique nos 3 pontinhos que aparecem no canto superior direito da tela. Em seguida, vai abrir a página de configurações. Clique na opção "Conta".

Passo 2: Na próxima tela vão aparecer algumas opções de segurança. Clique em "Confirmação em duas etapas" e cadastre a sua senha.

Caso necessite alterar a senha, é só seguir o passo a passo acima novamente e, na última tela, clicar em "Mudar PIN".