Pular para o conteúdo principal

Vale Gás: Cuidado com golpes pelo WhatsApp

Imagem
Arquivo de Imagem
whatsapp

Golpes pelo WhatsApp para furtar dados pessoais estão cada vez mais comuns. Golpistas usam o aplicativo de mensagens para prometer auxílios em dinheiro, gás de cozinha e até cestas básicas para famílias de baixa renda. A partir daí, eles extraem os dados pessoais que vão ser usados em outros golpes.

No WhatsApp do Reconta Aí, recebemos questionamentos de pessoas que tiveram acesso a esse tipo de mensagem. A mais frequente no momento diz que o Governo Federal está liberando um "vale gás social" para as famílias de baixa renda. A medida, segundo a mensagem do golpista, é para aliviar os aumentos excessivos do preço do gás de cozinha.

O golpe do gás usa como atrativo um valor em dinheiro: R$ 110 por mês para cada família. E completa dizendo que pessoas de baixa renda, aposentados e beneficiários do auxílio emergencial e Bolsa Família têm direito ao pagamento. Mas o Programa Vale Gás 2021 do Governo Federal não existe. É golpe!

whatsApp

Várias mensagens como essa circulam no WhatsApp com o intuito de chamar a atenção para um problema e fornecer a solução em forma de link. Para tentar ganhar credibilidade, os golpistas usam nomes e imagens de programas sociais do Governo Federal.

Entretanto, quando a pessoa acessa o link ela é direcionada a preencher um cadastro com todos os seus dados pessoais e familiares. E é neste momento que as informações são furtadas.

LEIA TAMBÉM:
- WhatsApp: Veja como enviar e receber pagamento pelo aplicativo
- Vagas de emprego na área de tecnologia da informação

Não caia em golpes pelo WhatsApp

Muitas vezes a mensagem de golpe é enviada por pessoas conhecidas e até mesmo parentes. Dessa forma, as informações são compartilhadas sem antes ter sido pesquisada se é mesmo verdade ou não.

Para não ser surpreendido com esses golpes, o ideal é sempre pesquisar na internet se aquela informação é verdadeira. Sites do Governo Federal, por exemplo, sempre terão no link a informação ".gov.br." no final. Se não tiver, não é oficial.

E mais! Sempre desconfie de promessas fáceis.