Pular para o conteúdo principal

Um terço das mortes no primeiro semestre foi causada por covid-19, segundo dados dos cartórios

Imagem
Arquivo de Imagem
Mortes Covid primeiro semestre 2021

Dados do Portal da Transparência do Registro Civil mostram que dos 927.568 registros de mortes no primeiro semestre, 314.036 foram por covid-19  

Pelo menos um terço das mortes ocorridas no primeiro semestre de 2021 aconteceu por causa da covid-19. Os números - atualizados até a madrugada de hoje (1º) - estão no Portal da Transparência do Registro Civil.

Entretanto, o número pode ser ainda maior de acordo com Humberto Costa, presidente da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Rio de Janeiro (Arpen/RJ).

Em entrevista à Agência Brasil, Costa disse que essa porcentagem não leva em conta os óbitos causados por outras doenças, ainda que associadas ao coronavírus. Entre elas, detaca-se a síndrome respiratória aguda grave (SRAG), responsável 8.613 mortes no primeiro semestre.

Mortes por covid-19 aumentam no ano de 2021.

“Houve um aumento exacerbado no número de óbitos", disse o presidente da Arpen. Segundo ele, somente no cartório em que é titular, o número passou de 300 para 400 óbitos mensais, para 600 a 700. Todos em razão da pandemia, já que antes o número máximo era de 400 óbitos, conforme relatou.

Número de mortos nos anos anteriores

Em 2020, 13,59% do óbitos no Brasil aconteceram devido à covid-19. Em outras palavras, do total de 1.460.991 óbitos registrados, 198.547 foram causados pelo coronavírus. No mesmo sentido, o ano de 2020 registrou 190 mil mortes a mais do que em 2019. “Morreu um número muito maior de pessoas. A única diferença dos anos anteriores para o ano passado e este ano é o coronavírus", afirmou Costa.

Já com relação ao primeiro trimestre de 2021, houve um aumento de 40% no registro de mortes no Brasil.