Pular para o conteúdo principal

Tesoureiros do Jair e jairmearrependi ‘dão munição’ a senadores na CPI da Covid

Imagem
Arquivo de Imagem

Perfis no Twitter de sátira a Bolsonaro e seus apoiadores, 'Tesoureiros do Jair' e 'jairmearrependi', municiam senadores na CPI Covid da Covid.

Com grande rejeição à mídia tradicional, integrantes do Governo Federal -incluindo o presidente da República, Jair Bolsonaro - utilizaram as redes sociais para expor suas ações e inações no combate à pandemia.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Questões diplomáticas em relação à China, campanhas por medicamentos ineficazes como cloroquina e hidroxicloroquina e declarações sobre vacinas e jacarés tiveram como palco as redes sociais. Por isso, durante a CPI da Covid, muitas das provas utilizadas por senadores para inquirir os depoentes estão nas redes.

Como forma de ajudar a desvendar as responsabilidades de cada membro do governo na tragédia que a pandemia causou - e ainda causa, no Brasil, perfis de sátira como Tesoureiros do Jair e jairmearrependi se tornaram grandes pesquisadores de provas. Além de encontrarem prints e links que eles mesmos tinham publicado criticando o governo, chamaram outros usuários para colaborar.

Com isso, atraíram a atenção de senadores membros da CPI da Covid. Acompanhe alguns exemplos.

https://twitter.com/tesoureiros/status/1394681426105282560
https://twitter.com/tesoureiros/status/1394687706605703170
https://twitter.com/tesoureiros/status/1394363608528834562
https://twitter.com/jairmearrependi/status/1394677719141691396
https://twitter.com/jairmearrependi/status/1394409150042546177

Leia mais sobre a CPI da Covid no Reconta aí.