Pular para o conteúdo principal

Termelétricas: Parque brasileiro emitiu 75% a mais de gases do efeito estufa

Imagem
Arquivo de Imagem
termelétricas mais poluidoras

Em 2021, o parque termelétrico fóssil do Sistema Interligado Nacional (SIN) teve um aumento de 75% nas emissões de gases de Efeito Estufa (GEE) em relação a 2020. É o que revela o “2º Inventário de emissões atmosféricas em usinas termelétricas” publicado na última quinta-feira (15) pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA).

Esse crescimento é reflexo do aumento da participação das termelétricas na geração de eletricidade no Brasil. Em 2020, cerca de 15% da eletricidade era gerada a partir de combustíveis fósseis. Já em 2021 a porcentagem chegou a 20%.

O estudo apontou que no ano passado o Brasil contou com 82 usinas movidas a combustíveis fósseis - derivados de petróleo e gás - que emitiram 55,6 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente (CO2e).

“O crescimento foi alto devido à crise hídrica de 2021, que prejudicou a geração hidrelétrica e fez o setor elétrico brasileiro acionar ainda mais as termelétricas emissoras. Em 2020, as emissões foram menores: de 31,7 milhões de toneladas de CO2e”, explica Raissa Gomes, uma das autoras do estudo.

Contudo, a crise hídrica não foi tão central assim na questão. “Independentemente de crises hídricas, o aumento de emissões é uma tendência que deve continuar, pois cada vez mais termelétricas entram na matriz elétrica brasileira”, alertou Felipe Barcellos e Silva, também autor do trabalho.

Leia também:
- Área de Cerrado desmatada em 2022 é quase do tamanho do Catar
- Time Lula: Quem são os ministros confirmados até agora

Gás, petróleo e carvão

Ao todo, em 2021 foram gerados 95,8 TWh de eletricidade nas termelétricas:

  • 68,9 TWh foram produzidos a partir do gás natural (44 plantas), o que corresponde a 72% do total;
  • 16,5 TW tiveram como base o carvão mineral (oito plantas), o que representa 17% da produção;
  • Já o óleo combustível (18 plantas) e o óleo diesel (11 plantas), tiveram participação reduzida, respondendo por 9% e 2%, respectivamente;
  • Uma única planta gerou eletricidade utilizando o gás de refinaria como combustível principal, tendo participação muito baixa em relação ao total inventariado.

Termelétricas com maiores emissões dos gases do Efeito Estufa

O estudo mostrou que apenas 13 usinas emitiram mais da metade, 51%, dos gases de Efeito Estufa em termos absolutos, sendo oito delas movidas a carvão mineral e cinco a gás natural.

  • Porto do Pecém I (CE);
  • Candiota III (RS);
  • Termorio (RJ);
  • Termomacaé (RJ);
  • Norte Fluminense (RJ);
  • Jorge Lacerda III (SC);
  • Pampa Sul (RS);
  • Porto do Pecém II (CE);
  • Mauá 3 (AM);
  • Porto do Itaqui (MA);
  • Porto de Sergipe I (SE);
  • Jorge Lacerda I e II (SC);
  • Jorge Lacerda IV (SC).

O estudo completo está disponível no site energiaeambiente.org.br.