Pular para o conteúdo principal

TCU retoma julgamento sobre privatização da Eletrobras em meio a protesto

Imagem
Arquivo de Imagem
eletrobras

O Tribunal de Contas da União (TCU) retoma nesta quarta-feira (18) o julgamento sobre a privatização da Eletrobras. Paralisado há um mês, a expectativa é de que a etapa final de avaliação da questão seja encerrada na data.

O aval do órgão é necessário para que o governo federal prossiga em sua intenção de entregar a estatal à iniciativa privada. O procedimento é contestado por parlamentares de oposição na Justiça Federal e no próprio TCU.

O julgamento havia sido suspenso após pedido de vistas do ministro Vital do Rêgo, que manifestou contrariedade à privatização em etapas anteriores do julgamento. A principal divergência do magistrado até o momento é sobre a fórmula de cálculo do valor da estatal apresentada pelo governo.

Leia Mais

- Em dia de decisão-chave, eletricitários farão protesto contra privatização da Eletrobras
- Inflação reduz poder de compra de 90% das profissões

A retomada do julgamento será acompanhada por um protesto em frente à sede do TCU, em Brasília. A manifestação foi convocada pelo Coletivo Nacional Eletricitário (CNE), articulação sindical da categoria, que é contra a venda da empresa que organiza o sistema elétrico nacional.

O voto de Vital do Rêgo é visto como fundamental pelos opositores da privatização. A ideia do protesto é reforçar os argumentos que o ministro deve levar ao TCU. Ou seja, uma forma de sensibilização e pressão sobre os outros integrantes da corte.

O julgamento deve ser retomado às 14h30 e poderá ser acompanhado ao vivo pelo canal do TCU no Youtube.