Depois de afastar de suas funções 6 funcionários da Caixa, em Santa Catarina, por causa de um erro de placa em Nova Veneza, a direção da Caixa reconduziu 4 destes de volta a seus postos.

Entenda: No último dia 14, a prefeitura de Nova Veneza mandou colocar uma placa agradecendo a Caixa Econômica Federal pela liberação de recursos para a chama Rua Coberta, um espaço de lazer do município. No entanto, cometeu o risco de não atualizar o nome do presidente da Caixa, mantendo o anterior. A prefeitura mandou retirar a placa e assumiu o erro, publicando uma nota oficial em 16 de junho.

A notícia chegou a Brasília como “sabotagem”, e foram destituídos de suas funções o Gerente Geral da Caixa em Nova Veneza, o Superintendente Regional de Criciúma – que mantém sua regional como primeira em resultados dentre as 84 que existem no país, o Coordenador da Área de Habitação de Criciúma, o Gerente de Governo da Regional de Florianópolis e o Gerente de Habitação Regional de Florianópolis.

O assunto virou polêmica e, após tratativas que tomaram a tarde de quarta-feira, 4 funcionários foram reconduzidos a seus postos. Vejam nota da FENAG (Federação Nacional das Associações dos Gestores da Caixa):


O que era pra ser um evento de inauguração de um espaço de entretenimento, em Nova Veneza – SC, se tornou motivo de perseguição aos empregados da Caixa da cidade e de Criciúma, já que a direção do Banco pediu seis cabeças por um erro de placa.

Leia também: Após serem afastados por erro de placa, parte dos funcionários da Caixa é reconduzida aos cargos


No último dia 14, a prefeitura de Nova Veneza mandou colocar uma placa agradecendo a Caixa Econômica Federal pela liberação de recursos para a chama Rua Coberta, um espaço de lazer do município. No entanto, cometeu o risco de não atualizar o nome do presidente da Caixa, mantendo o anterior. A prefeitura mandou retirar a placa e assumiu o erro, publicando uma nota oficial em 16 de junho.


A notícia chegou a Brasília como “sabotagem”. Resultado? Numa canetada só foram destituídos de suas funções o Gerente Geral da Caixa em Nova Veneza, o Superintendente Regional de Criciúma – que mantém sua regional como primeira em resultados dentre as 84 que existem no país, o Coordenador da Área de Habitação de Criciúma, o Gerente de Governo da Regional de Florianópolis e o Gerente de Habitação Regional de Florianópolis, ninguém tinha envolvimento nenhum com o acontecido.


Em nota, a Federação Nacional das Associações dos Gestores da Caixa (FENAG), disse que recebeu a notícia com perplexidade, manifestou solidariedade aos gestores destituídos de suas funções e ressaltou que a “reação da empresa foi desproporcional injusta e incongruente com o discurso de meritocracia e valorização das pessoas que vem propagando”.


Até o fechamento desta reportagem, havia a informação de que a Caixa havia restituído as funções de parte dos empregados atingidos.

Atualiza Aí


Caixa Cultural de São Paulo tem programação especial para o Carnaval

Oficina “Carnaval na Caixa – da história à confecção de adereços” acontece de 22 a 25 de fevereiro, às 9h30 e 14h30. A entrada é gratuita.

Carnaval: veja como fugir de golpes com seu cartão de crédito

Cuidado com o golpe! Muitas quadrilhas aproveitam as multidões e a distração dos foliões para trocar os cartões de crédito no momento dos pagamentos.

Tensões entre Guedes e Bolsonaro marcam começo de 2020

Como pano de fundo, houve divergências sobre o conteúdo e o ritmo de apresentação da agenda econômica do governo neste ano.

Multimídia


Entidades se reúnem em defesa do estatuto da Funcef

Entidades entregaram ao Conselho Deliberativo da Funcef uma petição com 21,7 mil assinaturas de aposentados de todo o País.

Sérgio Mendonça: o papel dos Bancos Públicos na economia

Economista Sérgio Mendonça participou do programa Crivelli Convida com o advogado Ericson Crivelli.