Depois de afastar de suas funções 6 funcionários da Caixa, em Santa Catarina, por causa de um erro de placa em Nova Veneza, a direção da Caixa reconduziu 4 destes de volta a seus postos.

Entenda: No último dia 14, a prefeitura de Nova Veneza mandou colocar uma placa agradecendo a Caixa Econômica Federal pela liberação de recursos para a chama Rua Coberta, um espaço de lazer do município. No entanto, cometeu o risco de não atualizar o nome do presidente da Caixa, mantendo o anterior. A prefeitura mandou retirar a placa e assumiu o erro, publicando uma nota oficial em 16 de junho.

A notícia chegou a Brasília como “sabotagem”, e foram destituídos de suas funções o Gerente Geral da Caixa em Nova Veneza, o Superintendente Regional de Criciúma – que mantém sua regional como primeira em resultados dentre as 84 que existem no país, o Coordenador da Área de Habitação de Criciúma, o Gerente de Governo da Regional de Florianópolis e o Gerente de Habitação Regional de Florianópolis.

O assunto virou polêmica e, após tratativas que tomaram a tarde de quarta-feira, 4 funcionários foram reconduzidos a seus postos. Vejam nota da FENAG (Federação Nacional das Associações dos Gestores da Caixa):


O que era pra ser um evento de inauguração de um espaço de entretenimento, em Nova Veneza – SC, se tornou motivo de perseguição aos empregados da Caixa da cidade e de Criciúma, já que a direção do Banco pediu seis cabeças por um erro de placa.

Leia também: Após serem afastados por erro de placa, parte dos funcionários da Caixa é reconduzida aos cargos


No último dia 14, a prefeitura de Nova Veneza mandou colocar uma placa agradecendo a Caixa Econômica Federal pela liberação de recursos para a chama Rua Coberta, um espaço de lazer do município. No entanto, cometeu o risco de não atualizar o nome do presidente da Caixa, mantendo o anterior. A prefeitura mandou retirar a placa e assumiu o erro, publicando uma nota oficial em 16 de junho.


A notícia chegou a Brasília como “sabotagem”. Resultado? Numa canetada só foram destituídos de suas funções o Gerente Geral da Caixa em Nova Veneza, o Superintendente Regional de Criciúma – que mantém sua regional como primeira em resultados dentre as 84 que existem no país, o Coordenador da Área de Habitação de Criciúma, o Gerente de Governo da Regional de Florianópolis e o Gerente de Habitação Regional de Florianópolis, ninguém tinha envolvimento nenhum com o acontecido.


Em nota, a Federação Nacional das Associações dos Gestores da Caixa (FENAG), disse que recebeu a notícia com perplexidade, manifestou solidariedade aos gestores destituídos de suas funções e ressaltou que a “reação da empresa foi desproporcional injusta e incongruente com o discurso de meritocracia e valorização das pessoas que vem propagando”.


Até o fechamento desta reportagem, havia a informação de que a Caixa havia restituído as funções de parte dos empregados atingidos.

Atualiza Aí


Afinal, por que é tão importante que a gestão do FGTS continue com a Caixa Econômica?

A MP 889/19, apresentada ao Congresso Nacional pelo governo Bolsonaro, permite que a gestão do FGTS seja realizada por bancos privados. Mas o que isso significa? A gente explica!

Nobel de Economia vai para pesquisas de combate à fome

Comunicado do Comitê do Nobel diz que pesquisas “melhoraram consideravelmente a capacidade de combater a pobreza global”. Premiados são Abhijit Banerjee e Michael Kremer e Esther Duflo.

Pela primeira vez, Pronaf concede crédito para o manejo florestal comunitário familiar

Pela primeira vez, Pronaf destina crédito para Manejo Florestal Comunitário Familiar. Montante de R$ 850 mil vem do Banco da Amazônia (BASA)

Frente Parlamentar lança amanhã (15) estudo sobre reforma administrativa

Objetivo é fazer uma discussão equilibrada sobre o que está sendo elaborado pelo governo federal.

Multimídia


Afinal, por que é tão importante que a gestão do FGTS continue com a Caixa Econômica?

A MP 889/19, apresentada ao Congresso Nacional pelo governo Bolsonaro, permite que a gestão do FGTS seja realizada por bancos privados. Mas o que isso significa? A gente explica!

Flávio Dino ressalta a necessidade de uma reforma tributária

Flávio Dino (PCdoB/MA) esteve presente no lançamento da proposta de Reforma Tributária Justa, Solidária e Sustentável que ocorreu ontem em Brasília.

Reforma tributária da oposição quer tornar mais justa a cobrança de impostos no País

O lançamento da Reforma Tributária Justa, Solidária e Sustentável mostra que os partidos da oposição começaram a propor saídas para o Brasil.