Requerimento de Informação direcionado ao Ministério da Defesa questiona os gastos e a efetividade da manutenção do Exército na Floresta Amazônica

O Exército não conseguiu frear o desmatamento ilegal na Amazônia.


 
Desde o dia 23 de agosto, integrantes do Exército Brasileiro estão na Amazônia para atuar contra as queimadas que ainda estão ocorrendo na região. A ação foi possibilitada pelo Decreto da Garantia de Lei e da Ordem (GLO).

Os focos de incêndio na Floresta Amazônica caíram após as Forças Armadas serem alocadas na região. Porém, um outro tipo de dano teve um aumento significativo: o desmatamento.

Alto custo, baixo rendimento

Dados levantados pela liderança do PSOL na Câmara mostram que o custo do uso das Forças Armadas, em dois meses, será de R$ 90 milhões. Isso foi auferido de acordo a afirmação do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que informou que custo diário das FA era de R$ 1,5 milhão por dia.

O documento ressalta que esse valor para dois meses de ação das Forças Armadas é maior que o orçamento de ações de fiscalização para o IBAMA no ano de 2020 – que é de R$ 76 milhões.

Quem responde por isso?

O Requerimento de Informação nº 1413/2019 foi protocolado na última quarta-feira (2) e direcionado ao ministro da Defesa, Fernando Azevedo. Ele tem 30 dias para respondê-lo aos deputados do PSOL. Além dos temas tratados acima, há questionamentos sobre a diminuição do número de apreensões de madeira ilegal e nos autos de infração.

Atualiza Aí


Afinal, por que é tão importante que a gestão do FGTS continue com a Caixa Econômica?

A MP 889/19, apresentada ao Congresso Nacional pelo governo Bolsonaro, permite que a gestão do FGTS seja realizada por bancos privados. Mas o que isso significa? A gente explica!

Nobel de Economia vai para pesquisas de combate à fome

Comunicado do Comitê do Nobel diz que pesquisas “melhoraram consideravelmente a capacidade de combater a pobreza global”. Premiados são Abhijit Banerjee e Michael Kremer e Esther Duflo.

Pela primeira vez, Pronaf concede crédito para o manejo florestal comunitário familiar

Pela primeira vez, Pronaf destina crédito para Manejo Florestal Comunitário Familiar. Montante de R$ 850 mil vem do Banco da Amazônia (BASA)

Frente Parlamentar lança amanhã (15) estudo sobre reforma administrativa

Objetivo é fazer uma discussão equilibrada sobre o que está sendo elaborado pelo governo federal.

Multimídia


Afinal, por que é tão importante que a gestão do FGTS continue com a Caixa Econômica?

A MP 889/19, apresentada ao Congresso Nacional pelo governo Bolsonaro, permite que a gestão do FGTS seja realizada por bancos privados. Mas o que isso significa? A gente explica!

Flávio Dino ressalta a necessidade de uma reforma tributária

Flávio Dino (PCdoB/MA) esteve presente no lançamento da proposta de Reforma Tributária Justa, Solidária e Sustentável que ocorreu ontem em Brasília.

Reforma tributária da oposição quer tornar mais justa a cobrança de impostos no País

O lançamento da Reforma Tributária Justa, Solidária e Sustentável mostra que os partidos da oposição começaram a propor saídas para o Brasil.