O absurdo erro ocorreu nos cálculos de estimativa da folha de pagamento dos servidores e de encargos sociais pagos pela União.

O quadro negro serve para aprender cálculos e valores imprescindíveis para a vida em sociedade.

R$ 5,8 bilhões é o tamanho do erro de cálculo cometido pelo governo em uma projeção para as despesas da União com pessoal e encargos para 2020. O fato é que mesmo sendo avisado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal, no mês de junho, os cálculos não foram retificados.

A IFI realiza mensalmente um Relatório de Acompanhamento Fiscal. No mês de junho desse ano, e depois no mês de agosto, o documento apontou que as despesas estimadas pelo governo não condiziam com a realidade.

Gastos com pessoal: conforme comentamos anteriormente, é possível que a despesa no fim do ano fique abaixo da projeção oficial, pois a execução no primeiro semestre ficou aquém do esperado inicialmente (diferença de R$ 4,0 bilhões) e a projeção para o ano praticamente não se alterou no período. No cenário base, a projeção da IFI para essas despesas é R$ 5,9 bilhões inferior à projeção do governo”
(Fonte: Senado Federal)

Em entrevista ao jornal Valor, o diretor-executivo da IFI, Felipe Salto, disse que a prática de superestimar as despesas vai contra a transparência. E ainda ressaltou que o uso desse tipo de expediente no passado causou sérios danos às finanças públicas.

É preciso saber o motivo do governo superestimar seus gastos públicos. Ao não basear-se nas evidências, nesse caso matemáticas, o governo corre o risco de ser acusado de deturpar a realidade para manipular a opinião pública.

Atualiza Aí


Caixa Cultural de São Paulo tem programação especial para o Carnaval

Oficina “Carnaval na Caixa – da história à confecção de adereços” acontece de 22 a 25 de fevereiro, às 9h30 e 14h30. A entrada é gratuita.

Carnaval: veja como fugir de golpes com seu cartão de crédito

Cuidado com o golpe! Muitas quadrilhas aproveitam as multidões e a distração dos foliões para trocar os cartões de crédito no momento dos pagamentos.

Tensões entre Guedes e Bolsonaro marcam começo de 2020

Como pano de fundo, houve divergências sobre o conteúdo e o ritmo de apresentação da agenda econômica do governo neste ano.

Multimídia


Entidades se reúnem em defesa do estatuto da Funcef

Entidades entregaram ao Conselho Deliberativo da Funcef uma petição com 21,7 mil assinaturas de aposentados de todo o País.

Sérgio Mendonça: o papel dos Bancos Públicos na economia

Economista Sérgio Mendonça participou do programa Crivelli Convida com o advogado Ericson Crivelli.