Pular para o conteúdo principal

Servidores federais querem reposição salarial de três anos

Imagem
Arquivo de Imagem
greve funcionalismo público

Entidades que representam os servidores públicos federais realizarão um conjunto de mobilizações na próxima terça-feira (18). Uma das principais reivindicações do setor é a recomposição salarial relativa aos três anos de governo Jair Bolsonaro.

O Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) calcula que a defasagem nos salários de servidores é de 28,15%. O conjunto de organizações que representam as categorias de servidores públicos devem focar, por outro lado, no percentual de 19,99%.

O percentual de quase 20% corresponde a perdas ocorridas por conta do aumento da inflação a partir de 2019 até 2021 - período em que Bolsonaro está governando. "Só em 2021 essa perda foi de 10,74%, que corresponde ao IPCA do período", aponta uma nota da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal.

LEIA TAMBÉM:
- Boletim Focus: Mercado financeiro vê piora para inflação em 2022
- Entidades sindicais que representam servidores públicos preparam agenda de mobilizações

O estopim para a mobilização dos servidores públicos foi a divulgação da proposta de Bolsonaro - acatada por Guedes e pelo Congresso - de conceder aumento apenas para policiais, categoria que o presidente vê fundamental do ponto de vista eleitoral.

Nesta terça-feira (18), uma manifestação deve ocorrer às 10h em frente ao Banco Central. No mesmo dia, às 14h, um outro protesto deve ocorrer em frente ao Ministério da Economia. Uma carta de reivindicações deve ser entregue à pasta.

No dia 24 de janeiro, uma mobilização está marcada relativa ao Dia Nacional de Luta dos Aposentados. Até o final do mês, reuniões e assembleias online devem ocorrer. A data que as entidades indicaram como prazo para uma resposta do Governo Federal é 2 de fevereiro.

Caso não haja uma resposta do Planalto, os servidores públicos tem se articulado para realizar uma greve geral do serviço público a partir de fevereiro.