Pular para o conteúdo principal

Seguro-desemprego: Saiba como solicitar o seu sem sair de casa

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Benefício pode variar de R$ 1.045 a R$ 1.813. É possível dar entrada no seguro-desemprego pelos canais digitais oficiais: telefone, site e aplicativo

O Governo Federal estima que cerca de 200 mil brasileiros têm direito a receber o seguro-desemprego. Mas esse número deve ser bem maior se considerarmos que o País tem 1,2 milhão de pessoas a mais na fila por um emprego, somando 12,9 milhões de pessoas desempregadas no primeiro trimestre de 2020.

Leia também:
Para CUT, é ofensa do governo reduzir valor das parcelas do seguro-desemprego
Auxílio emergencial: Governo Federal disponibiliza canais para denúncias
Auxílio emergencial: Milhões de cadastros estão há um mês em análise pela Dataprev
Acesse agora: Dataprev lança site para consulta do auxílio emergencial

Neste período de pandemia do coronavírus, onde as agências vinculadas ou conveniadas ao Ministério da Economia estão fechadas, resta ao brasileiro solicitar o seguro-desemprego usando os canais digitais oficiais.

O valor do seguro-desemprego pode variar entre R$ 1.045 e R$ 1.813.O trabalhador que tiver direito ao benefício, terá o dinheiro disponível para saque a cada 30 dias.

Após a análise da solicitação, o trabalhador será informado pelo portal ou pelo aplicativo celular a situação do seu pedido. Se aprovado, saberá quantas parcelas e quais valores do benefício terá direito. Caso o pedido seja negado, será possível solicitar uma nova análise do cadastro.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta aí no Facebook.
Adicione o Whatsapp do Reconta Aí para receber nossas informações.

Quem pode receber o seguro-desemprego?

– Trabalhadores formais que foram demitidos sem justa causa e não possuir renda que seja suficiente para sua manutenção e de sua família
– Ter recebido salários de pessoa jurídica ou de pessoa física, relativos a:

  • pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação; ou
  • pelo menos 9 meses nos últimos 12 meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; ou
  • cada um dos 6 meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações

– Não receber qualquer benefício da Previdência Social, excetuado o auxílio-acidente, auxílio suplementar e o abono de permanência em serviço.

Solicitação por telefone

É possível solicitar o seguro-desemprego pela central telefônica. É só discar 158 e seguir todos os procedimentos informados pelo atendente. A central funciona das 7h às 19h.

Seguro-desemprego pelo aplicativo

Passo 1: Baixe o aplicativo Carteira de Trabalho Digital no seu celular. Ele está disponível para Android (clicando aqui) e IOS (clicando aqui).

Passo 2: Acesse o aplicativo e clique em Entrar. Digite o seu CPF e depois clique em Próxima.

Passo 3: Caso seja o primeiro acesso, faça um cadastro. Para isso, preencha os dados pessoais solicitados na tela e confirme. Na próxima tela você irá criar uma senha de acesso.

Seguro-desemprego

Passo 4: Autorize o uso de seus dados pessoais. A próxima tela será uma página inicial com as informações dos últimos registros trabalhistas.

Passo 5: Na parte inferior da tela, clique em Benefícios. Logo irá aparecer as opções de consultar ou solicitar o seguro-desemprego. Clique em Solicitar e siga o passo a passo.

Seguro-desemprego

Solicitação pelo site

Passo 1: Acesse o site do Ministério da Economia (clicando aqui). Caso seja o primeiro acesso, clique em Quero me cadastrar e siga o passo a passo. Se já tiver usuário e senha, clique em Já tenho cadastro e faça o login.

Passo 2: Na página inicial, clique em Seguro-desemprego para solicitar um novo seguro ou acompanhar uma solicitação já realizada.

Passo 3: Acesse Solicitar Seguro-Desemprego e inicie o passo a passo.