Pular para o conteúdo principal

Quem é o novo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Mesmo investigado por superfaturamento no aluguel de creches, Ricardo Nunes assumiu a prefeitura de São Paulo quando Bruno Covas se licenciou em 2 de maio para o tratamento de um câncer

Foto: Reprodução/Facebook

O atual prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, não é tão conhecido pela população da cidade. Durante a campanha eleitoral de 2020, não compareceu a eventos junto ao cabeça de chapa, Bruno Covas. No mesmo sentido, não aceitou debater propostas com Luiza Erundina (PSOL), candidata à vice-prefeita na chapa com Boulos (PSOL), no portal UOL.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Na época, circulava uma reportagem na Folha de S.Paulo que apontava acusação de violência doméstica praticada por ele contra a sua esposa. Segundo apuração do veículo, constava no boletim de ocorrência registrado em 18 de fevereiro de 2020 por Regina Carnovale, que Nunes proferiu ameaças por diversos meios, além de agressões.

Contudo, a maior sombra que paira a respeito do novo prefeito é a investigação da promotoria do Patrimônio Público e Social do Ministério Público do Estado de São Paulo. A suspeita é que Ricardo Nunes esteja ligado ao superfaturamento do aluguel de creches privadas conveniadas à prefeitura.

Além disso, pesa sobre Nunes um passado ligado a campanhas contra os direitos das mulheres e de pessoas LGBTQIA+. Nesse sentido, foi um apoiador do extinto programa escola sem partido em sua gestão como vereador da Câmara Municipal de São Paulo.

O vice-prefeito escolhido por Covas assume a cidade de São Paulo pouco conhecido pela população e rechaçado por quem o conhece.

Leia mais sobre São Paulo no Reconta Aí.