Pular para o conteúdo principal

Prova de vida: INSS divulga calendário 2021 para aposentados e pensionistas

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou nesta sexta-feira (26) novas regras para a prova de vida. Aposentados e pensionistas que não fizeram a comprovação entre março de 2020 e abril de 2021 deverão seguir o novo calendário.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Vai funcionar assim: o aposentado que deveria ter feito a prova de vida em março ou abril de 2020, deverá realizar o procedimento até maio de 2021. Todas as datas estão discriminadas no calendário abaixo.

Prova de vida

A prova de vida é obrigatória para todos os segurados do INSS. Caso ela não seja feita dentro do prazo, o aposentado ou pensionista pode ter o pagamento do seu benefício bloqueado.

Leia também:
INSS: Veja o calendário de pagamento de aposentadorias de 2021
Aposentados: entenda as novas regras do crédito consignado

Essa prova de vida pode ser feita diretamente no banco onde o aposentado ou pensionista recebe o seu benefício. É só apresentar um documento de identificação com foto.

Quem não puder ir até ao banco, pode realizar a comprovação de vida por meio de um procurador. Mas a procuração precisa estar devidamente cadastrada no INSS.

No caso de aposentados que moram fora do Brasil, a prova de vida pode ser feita de três formas: com um procurador cadastrado no INSS; por documento emitido pelo Consulado; ou pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS. O formulário está disponível tanto no site da Repartição Consular Brasileira quando no site do INSS.

Somente com essa comprovação em dia é possível garantir que o benefício continue sendo pago.

Prova de vida por meio digital

Esta semana o INSS estendeu a prova de vida digital para mais 5,3 milhões aposentados e pensionistas. O serviço permite que a comprovação de vida anual seja feita pelo aplicativo Meu Gov.br usando o celular.

De acordo com o INSS, a comprovação de vida digital está sendo liberada de forma gradativa aos segurados. A prioridade é para beneficiários que tenham carteira de motorista ou título de eleitor. Isso porque o INSS está usando a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral.

Para entender como é feita a prova de vida digital, acesse aqui.