Pular para o conteúdo principal

Primeiro Focus do ano: Mercado reduz estimativa de crescimento do PIB em 2022

Imagem
Arquivo de Imagem
Boletim Focus

O primeiro boletim Focus de 2022 divulgado hoje (3) chegou com projeções pessimistas para a economia brasileira. A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) é 4,50% em 2021, inferior aos 4,51% projetados na pesquisa da semana passada. Os analistas do mercado financeiro também revisaram para baixo o prognóstico para o PIB de 2022, de 0,42% para 0,36%.

O boletim Focus é uma pesquisa divulgada toda segunda-feira pelo Banco Central, com estimativas de economistas para os principais indicadores econômicos.

A projeção para a inflação em 2021 passou de 10,02% para 10,01%. Apesar do recuo, se mantém acima do centro da meta, de 3,75%. O teto e o piso são 5,25% e 2,25%, respectivamente. Os marcos da meta inflacionária são definidos pelo próprio Governo Federal, tendo como objetivo garantir alguma previsibilidade para os agentes econômicos no País.

Para 2022, a expectativa foi mantida novamente em 5,03%. Para 2023, a projeção passou de 3,40% para 3,41%%.

A expectativa para a Selic, taxa básica de juros da economia, se manteve em 11,50% no final de 2022 e em 8% no fim de 2023.

Por outro lado, o câmbio segue em alta. A estimativa para o dólar se manteve em R$ R$ 5,60 em 2022 e em R$ 5,40 em 2023.

Mais de 100 instituições do mercado financeiro são consultadas pelo Banco Central para a formulação do Boletim Focus.

LEIA TAMBÉM:
- FGV/Ibre: Especialistas olham para o Brasil de 2022 com preocupação
- Governo reajusta salário mínimo sem ganho real