Pular para o conteúdo principal

Pós Touro de Ouro: "vaca magra" é instalada em frente à Bolsa de Valores de São Paulo

Imagem
Arquivo de Imagem
Vaca Magra

A Bolsa de Valores da cidade de São Paulo - B3 - virou palco para uma nova polêmica hoje (9). No mesmo local em que foi colocado o 'Touro de Ouro', inspirado em uma escultura que existe em frente a Bolsa de Valores de Nova Iorque, está uma escultura chamada 'Vaca Magra'.

A diferença entre ambas é que enquanto o mercado financeiro havia sido representado por um bovino musculoso e dourado, a Vaca Magra, amarela, remete à situação em que vive a maior parte da população do Brasil.

Segundo a deputada federal Sâmia Bomfim, a obra é da escultora Márcia Pinheiro.

Em seu site, a artista cearense, formada em artes visuais e design gráfico, apresenta sua obra: “O meu trabalho está relacionado a questões sociais com um forte apelo a identidade cultural. Na prática desenvolvo um processo construtivo no qual transito entre várias linguagens. Algumas características são perceptíveis como a abstração e o uso de materiais alternativos além de uma estética carregada de poesia virtual.”

Conforme aponta o jornal Valor, a exposição Vacas Magras não começou com essa ação de hoje, mas faz parte de um projeto da artista que começou em 2016 e já rodou outros locais famosos. Conforme relatou Márcia Pinheiro, a obra faz parte de intervenção de cunho social em protesto contra a fome.

Ao contrário da recepção ao Touro de Ouro, que ocasionou críticas assim que foi instalado, a Vaca Magra parece ter agradado o público por representar de forma mais fidedigna a realidade e remeter a expressão popular consagrada para momentos de pobreza: "tempos de vacas magras".