Reconta Aí Atualiza Aí Petroleiros da Bahia entram em greve nesta quinta-feira (18)

Petroleiros da Bahia entram em greve nesta quinta-feira (18)

Foto: Divulgação/FUP

Os petroleiros da Bahia iniciam na madrugada desta quinta-feira (18) uma greve por tempo indeterminado. A paralisação é motivada por questões trabalhistas não discutidas com os empregados durante o processo de venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM) para o Fundo Mubadala.

A data para os petroleiros baianos cruzarem os braços foi decidida durante Seminário de Qualificação de Greve, que aconteceu no sábado (13).

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Deyvid Bacelar, coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), disse que a gestão da Petrobras ignorou os trabalhadores no processo de venda e que por conta da legislação, a empresa teria que negociar com o sindicato questões que envolvessem força de trabalho.

“A gestão da Petrobras ignora isso e ainda tenta politizar uma greve que é legítima e justa pelos direitos dos trabalhadores”, explica, referindo-se aos cerca de 900 trabalhadores próprios e 1.700 terceirizados.

Em comunicado à imprensa, a FUP alega que o valor da venda da RLAM para o Fundo Mubadala, de US$ 1,65 bilhão, foi feita pela metade de seu real valor. Com base em cálculos do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), a FUP avalia que a refinaria valeria entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões.

Leia também:
Proposta do governo sobre redução de ICMS dos combustíveis não resolve o problema dos preços, dizem especialistas

Com informações da FUP

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial