Pular para o conteúdo principal

Petrobras reajusta preços dos combustíveis e gasolina sobe 5,18%

Imagem
Arquivo de Imagem
Petrobras

Petrobras anunciou nesta sexta-feira (17) novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel vendidos às distribuidoras. O aumento nos preços começa a valer dia 18 de junho.

O preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro. Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,81 para R$ 2,96 por litro, em média. Uma variação de R$ 0,15 por litro (alta de 5,18%).

Já o diesel terá aumento nas distribuidoras de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro. Como a mistura obrigatória é de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para o diesel comercializado nos postos, o preço ao consumidor passará de R$ 4,42 para R$ 5,05 a cada litro, em média. Uma variação de R$ 0,63 por litro (alta de 14,26%).

LEIA TAMBÉM:
- ICMS dos combustíveis: "Vai cair o preço? Não vai", critica Wellington Dias
- Não se engane! A gasolina está cara e a culpa é do Bolsonaro
- Onde está mais caro? Confira a diferença de preço da gasolina nos estados

Ao justificar a necessidade do aumentos dos preços dos combustíveis, a Petrobras começou o seu discurso dizendo que "é importante reforçar que a Petrobras é sensível ao momento em que o Brasil e o mundo estão enfrentando e compreende os reflexos que os preços dos combustíveis têm na vida dos cidadãos".

No entanto, a empresa segue buscado o equilíbrio dos seus preços com o mercado global. "Com esse movimento, a Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado".

No fim, o brasileiro é quem paga a conta.