Pular para o conteúdo principal

Em dezembro, governo Bolsonaro baixou em 3% o preço dos combustíveis. Em janeiro, aumenta 4,85%

Imagem
Arquivo de Imagem
combustiveis

A Petrobras anunciou hoje (11) que fará um novo reajuste nos seus preços de venda do litro da gasolina e diesel para as distribuidoras. Os novos valores entrarão em vigor a partir de amanhã (12).

No caso da gasolina, o preço médio de venda do combustível para as distribuidoras subirá de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, uma alta de 4,8%.

"Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição do combustível comercializado nos postos, a parcela da empresa no preço ao consumidor passará de R$ 2,26, em média, para R$ 2,37 a cada litro vendido na bomba", diz a Petrobras.

LEIA TAMBÉM:
- Inflação extrapolada: "Alta de juros não resolveu e vai continuar não resolvendo", diz economista
- Privatização do saneamento: "Próximas gerações serão penalizadas", diz socióloga

Em relação ao diesel, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras sairá de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, o que representa uma elevação de 8%.

Levando em conta a mistura obrigatória de 10% de biodiesel e 90% de diesel A para a composição do diesel comercializado nos postos, a empresa informa que sua parcela no preço ao consumidor passará de R$ 3,01, em média, para R$ 3,25 a cada litro.

O último reajuste da Petrobras havia sido anunciado há 77 dias.