Pular para o conteúdo principal

Novo auxílio emergencial: É preciso se cadastrar para receber o pagamento?

Imagem
Arquivo de Imagem

O Governo Federal definiu mais regras para restringir o pagamento do novo auxílio emergencial. As mudanças estão gerando muitas dúvidas entre os brasileiros e uma delas é sobre a necessidade – ou não – de se cadastrar para receber as quatros parcelas de R$ 250.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

No entanto, a MP 1.039 define que a Dataprev e o Ministério da Cidadania vão analisar somente os cadastros dos brasileiros que receberam o auxílio emergencial em 2020. Ou seja, não existe a possibilidade do cidadão se cadastrar novamente.

Leia também:
Liberado: Novo auxílio emergencial terá 4 parcelas com valores entre R$ 150 e R$ 375
Novo auxílio emergencial: Quem recebeu em 2020 tem direito ao novo pagamento?
Novo auxílio emergencial: Veja quem tem e quem não tem direito ao pagamento

Cadastro do novo auxílio

É preciso de fazer um novo cadastro para receber o pagamento dos R$ 250?
Não existe a possibilidade do brasileiro realizar um novo cadastro. Somente quem se inscreveu no aplicativo do auxílio em 2020, estava no Cadastro Único e recebe o Bolsa Família terão os dados reavaliados pela Dataprev.

Todo mundo que recebeu o auxílio em 2020 vai receber agora?
Não. Em 2020, pouco mais de 65 milhões de brasileiros receberam o pagamento. Já em 2021, a expectativa do Governo Federal é de que 45,6 milhões de pessoas estejam aptas a receber as quatro parcelas de R$ 250.

Quais cadastros serão analisados pelo governo?
Somente os cadastros dos brasileiros que receberam as parcelas de R$ 600 e R$ 300 e não tiveram o pagamento bloqueado. Quem teve o pagamento suspenso, recorreu da decisão e depois voltou a receber, também terá o cadastro analisado novamente.

Todos que estão no Cadastro Único terão os dados analisados novamente?
Não. A Dataprev vai analisar somente as informações dos cidadãos que estão inscritos no Cadastro Único e receberam o pagamento do auxílio em 2020. Além disso, o pagamento não pode ter sido bloqueado.

Quem fez o cadastro em 2020 e não foi aprovado, poderá receber o novo auxílio emergencial?
Não. Quem fez o cadastro pelo aplicativo do auxílio emergencial em 2020 e não foi aprovado para receber o pagamento, não terá os dados analisados novamente.

Além disso, ainda não existe a possibilidade de recorrer novamente dessa decisão. A possibilidade de contestar a decisão do Governo Federal em negar o auxílio emergencial se encerrou em dezembro de 2020.

Quem está com informações erradas no cadastro vai poder editar e colocar os dados corretos?
Até o momento não existe a possibilidade de fazer alterações nas informações do cadastro. Para quem recebeu o pagamento em 2020, mesmo estando com algum dado incorreto, saiba que a Dataprev vai analisar o seu cadastro novamente.

Já quem estava com algum dado errado e teve o auxílio emergencial negado ou o pagamento bloqueado, não terá a chance de ter o cadastro analisado agora em 2021. Assim, não terá direito ao novo auxílio emergencial de R$ 250.

Quem teve o auxílio emergencial negado e contestou a decisão, poderá receber o novo auxílio?
Somente quem teve a contestação aprovada terá o cadastro analisado pela Dataprev. Nos casos em que mesmo após a contestação o auxílio foi negado novamente, os cadastro não irão para nova análise.