Pular para o conteúdo principal

Datagenio: Nosso adeus a Pedro Eugenio Beneduzzi Leite

Imagem
Arquivo de Imagem

Jornalista por formação, bancário por profissão e um lutador social por vocação em toda a sua jornada, Pedro Eugenio Beneduzzi Leite faleceu nesta quarta-feira (24), em Brasília

Pedro Eugenio Leite deixa um legado inestimável na luta dos bancários brasileiros. O jornalista criado na cidade de Coroados, em São Paulo, começou a trabalhar na Caixa Econômica Federal em 1982. Desde então, se uniu à categoria bancária e trabalhou incansavelmente pelas conquistas obtidas por ela.

Aposentado da Caixa, Pedro Eugenio esteve à frente da Fenae como presidente entre 2008 a 2014. Sua gestão foi marcada por investimentos nas Apcefs, visando a revitalização de suas sedes sociais e a ampliação das ações das Associações do Pessoal da Caixa para promoção do bem-estar dos empregados. Também foi um grande incentivador dos esportes e campeonatos promovidos pela Fenae para incentivar a qualidade de vida do pessoal da Caixa.

Ultimamente, Pedro Eugenio dedicava-se a informar seus amigos e seguidores sobre as principais questões pela qual o País passava. Para tanto, criou o Plantão Datagenio, divulgado em suas redes sociais. Seu trabalho incomodava os poderosos, o que gerou um processo movido pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Contudo, a tentativa de censura não surtiu efeito e Pedro Eugenio foi apoiado pelos bancários de todo país em uma moção aprovada no 35º Conecef.

Referência para antigos e novos empregados da Caixa, Pedro Eugenio foi um dos primeiros participantes da Live do Reconta. Nela, compartilhou sua experiência em relação aos desafios que os empregados da Caixa passariam durante a pandemia.

As condolências à família de Pedro Eugenio Leite

Rita Serrano, representante eleita dos empregados da Caixa no Conselho de Administração e amiga pessoal de Pedro Eugenio, foi uma das primeiras a se manifestar publicamente sobre o falecimento do amigo. Segundo ela, sua partida fará falta tanto pessoalmente, quanto na luta por uma Caixa pública, social e forte.

Nesse sentido, Rita Serrano relembra: “Pedro Eugenio já estava aposentado, mas não da luta. Quase diariamente, publicava em seu Facebook informações, análises e comentários sobre os acontecimentos que envolvem o banco”.

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) também publicou uma nota de pesar ressaltando o importante papel que Pedro Eugenio cumpriu à frente da entidade.