Pular para o conteúdo principal

Ministro da Educação anuncia liberação de verba para bolsas

Imagem
Arquivo de Imagem
educaçao

Victor Godoy, quarto ministro da Educação do governo Bolsonaro, anunciou no final da tarde desta quinta-feira (8) a liberação de verbas para o pagamento das despesas não obrigatórias das universidades federais. O valor de R$ 460 milhões, anunciado por ele em suas redes sociais, servirá para as universidades pagarem contas de água, luz, contratos com empresas que terceirizam serviços com segurança e limpeza, além de pagar as bolsas estudantis.

Sobre as bolsas Capes, que atendem mestrandos, doutorandos e pesquisadores de pós-doutorado, Godoy afirmou que estarão na conta dos cientistas até o dia 13 de dezembro. Além destas, o ministro afirmou que haverá o pagamento integral de bolsas de assistência estudantil, como as bolsas permanência, bolsas PET e bolsas Prouni.

Entidadades que representam os pós-graduandos brasileiros, como a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), comemoraram a notícia:

Porém, bolsistas veem a notícia com desconfiança:

No mesmo sentido, outros bolsistas propõem que a mobilização continue para que o governo recomponha o valor das bolsas:

A verba liberada pelo MEC é referente somente ao pagamento das bolsas de dezembro. Estudantes e pesquisadores seguem apreensivos com o pagamento da bolsa em janeiro.