Pular para o conteúdo principal

Ministério da Economia: Equipe de Haddad debate Reforma Tributária

Imagem
Arquivo de Imagem
Economia

Fernando Haddad - ministro da Economia de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - e sua equipe já estão discutindo os rumos da pasta para o novo período. Frente ao abandono das contas públicas promovido pelo ministro Paulo Guedes, um orçamento que não previa verbas necessárias para tocar o País e depois de aprovada PEC do Bolsa Família, trabalho não falta.

A reforma tributária será uma das prioridades do próximo governo. Uma proposta deverá ser incorporada nas duas Propostas de Emenda à Constituição (PEC) que já tramitam no Congresso Nacional.

Leia também:
- Bancos Públicos investem em acesso à saúde nas Regiões Norte e Nordeste
- Quem financia o terrorismo doméstico? A pergunta que Flávio Dino quer responder

E, além de Bernard Appy, secretário Especial de Reforma Tributária, há outra possibilidade de peso no novo governo: Guilherme Mello, professor do Instituto de Economia da Unicamp e novo secretário de Política Econômica do Ministério.

Mello foi um dos 40 especialistas que elaborou a proposta de Reforma Tributária Justa, Solidária e Sustentável, apresentada em 2019 pela então oposição. O texto da época previa a redução de impostos sobre consumo e a taxação de grandes riquezas e tinha como norte a busca da justiça social.