Pular para o conteúdo principal

Jogar na loteria ficará mais caro

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Governo autorizou o reajuste dos preços das apostas das loterias, mas a Caixa ainda não definiu a data. Portaria que autoriza o aumento foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

Loteria sofrerá reajuste.

A Caixa Economica Federal é a responsável pela loteria no Brasil. Porém, deve partir do governo a autorização para reajustes de preços.

A portaria que autoriza o ajuste do preço das loterias foi publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União, Os jogos terão os seguintes valores:

  • Dupla-sena: a aposta simples, ou mínima, passará a custar R$ 2,50;
  • Lotofácil: a aposta simples, ou mínima, passará a custar R$ 2,50;
  • Lotomania: a aposta única passará a custar R$ 2,50;
  • Megassena: a aposta simples, ou mínima, passará a custar R$ 4,50;
  • Quina: a aposta simples, ou mínima, passará a custar R$ 2,00;
  • Loteca: a aposta simples, ou mínima, passará a custar R$ 1,50, e a aposta múltipla mínima obrigatória custará R$ 3,00;
  • Lotogol: a aposta simples, ou mínima, passa a custar R$ 1,50;
  • Timemania: a aposta única passa a custar R$ 3,00; 

A Caixa ainda não decidiu quando implementará os novos preços. A autorização do governo prevê que antes de aumentar os valores do jogos, deverá haver comunicação em massa por, pelo menos, três dias úteis. E que o ajuste do preço deverá ocorrer em domingo ou feriado nacional em que não haja realização de sorteios.

O último aumento ocorreu em 2015, quando a Megasena, o jogo preferido dos brasileiros, passou de R$ 2,50 para R$ 3,50.