Pular para o conteúdo principal

Imposto de Renda: Receita Federal abre consulta a lote residual de restituição

Imagem
Arquivo de Imagem
imposto de renda

A Receita Federal abre nesta quinta-feira (23) a consulta de mais um lote residual da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Cerca de 175 mil contribuintes que haviam caído na malha fina e acertaram as contas com o Fisco receberão R$ 285 milhões de restituição. O pagamento será dia 30 de dezembro, na conta informada na declaração do Imposto de Renda.

O lote contempla tanto restituições da malha fina de 2021 quanto de anos anteriores. A consulta pode ser feita a partir das 10h na página da Receita Federal na internet (clicando aqui). Ao acessar o site, procure a opção “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, clique em “Consultar Restituição”. Para quem possui o aplicativo Meu Imposto de Renda instalado no celular ou tablet, saiba que a consulta da situação também pode ser feita por ele.

Do total de contribuintes contemplados, 124.715 enviaram a declaração até 22 de novembro e quitaram as pendências com o Fisco. Há ainda 11.367 contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério, 4.183 idosos acima de 80 anos e 3.351 com alguma deficiência ou doença grave.

LEIA TAMBÉM:
- Orçamento de 2022 é aprovado com R$ R$ 16,5 bilhões para emendas de relator
- Índice de Confiança do Consumidor sobe em dezembro, mas fecha o ano em baixa
- Quem Ladra por um Vice?

Vale lembrar que a restituição fica disponível para saque durante um ano. Caso o valor não seja creditado na conta bancária informada pelo contribuinte, é possível entrar em contato com uma agência do Banco do Brasil para solicitar o dinheiro.

O procedimento também pode ser feito pela Central de Atendimento da Receita ligando para 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

O cidadão que não estiver neste lote de restituição deverá consultar o extrato da declaração para verificar se existe alguma pendência. Neste caso, é só acessar a página do Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC) (clicando aqui).