Pular para o conteúdo principal

Guerra na Ucrânia: Preço dos combustíveis no Brasil sofreria menos variação se não houvesse PPI, afirma especialista

Imagem
Arquivo de Imagem
gasolina

O Preço de Paridade de Importação (PPI) do petróleo será o maior vilão dos brasileiros na guerra entre Rússia e Ucrânia. Segundo Gustavo Machado, do Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos (Ilaese), a guerra promete elevar o preço do barril do petróleo no mercado internacional e com o PPI, o preço dos combustíveis pode disparar no Brasil.

Somente na manhã desta quinta-feira (3), o preço do barril do petróleo Brent chegou a ser negociado por US$ 119,84; e por volta das 11h10, já estava sendo negociado a US$ 112,71.

Em vídeo para o Observatório da Petrobras, Machado relembra que a Rússia é um dos maiores produtores e exportadores de petróleo, e que os esforços de guerra podem afetar a produtividade do maior país do mundo. Além disso, outra variável importante pode fazer parte dessa equação: as sanções comerciais.

"O Brasil poderia não ser afetado por isso se a Petrobras fosse uma estatal com rendimento médio que permitisse o reinvestimento da empresa a serviço da população", afirmou Machado. No mesmo sentido, o especialista prossegue: "A Petrobras hoje usa como política de preços o PPI, que vai seguir os preços do mercado internacional".

Leia também:
- Mesmo com lucros de R$ 175 bilhões, bancos fecham mais de 12 mil vagas em 2 anos
- Boletim Focus: Mercado eleva projeção de inflação para 2022

Fatos novos, consequências previsíveis

Apesar da guerra entre Rússia e Ucrânia ser um fato novo, a consequência do aumento do preço do petróleo e dos combustíveis é uma velha conhecida dos brasileiros: aumento nos transportes, que depois se propaga por toda a cadeia de consumo.

Tal fato, afirma Machado, contrasta com os ganhos dos acionistas da empresa, entre eles o governo. "Essa elevação de preço vai fazer com que eles (os acionistas) ganham ainda mais do que os quase R$ 40 bilhões que já foram anunciados em dividendos pela Petrobras esse ano", explica Machado.

O que é petróleo Brent

De acordo com a definição de Andréa Wolffenbüttel em revista publicada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Brent é uma sigla que indica a origem do petróleo e o mercado em que ele é negociado. "O petróleo Brent foi batizado assim porque era extraído de uma base da Shell chamada Brent. Atualmente, a palavra Brent designa todo o petróleo extraído no Mar do Norte e comercializado na Bolsa de Londres", afirma.

No mesmo sentido, a especialista explica que a cotação do petróleo Brent é referência para os mercados europeu e asiático.