Pular para o conteúdo principal

Guerra de Bolsonaro contra lockdown tem novo ato

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Governo Bolsonaro suspende verbas destinadas à cultura para penalizar cidades que aderiram ao lockdown e restrições de circulação no combate à pandemia de Covid-19.

A guerra a favor do negacionismo promovida por Bolsonaro abre mais um front de batalha. Dessa vez contra os municípios, os estados e contra a cultura, um dos setores mais penalizados desde o início da pandemia.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

De acordo com a Portaria nº 124, publicada hoje no Diário Oficial, só serão analisadas pela Secretaria de Cutura propostas que envolvam interação presencial com o público. Um medida que contraria o consenso científico sobre a necessidade de isolamento social nesse momento crítico da pandemia no Brasil.

No mesmo sentido, o documento assinado por André Porciuncula Alay Esteves, Secretário Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, diz que as verbas de disponíveis só poderão ser executadas em cidades e estados em que não haja nenhum tipo de restrição de circulação.

A medida começa a vigorar hoje e tem validade de 15 dias – e mira diretamente governadores e prefeitos. Governantes que estão lidando de um lado com os protestos de comerciantes, e de outro com o colapso do sistema de saúde.

Justificativa da Secretaria Especial da Cultura para colocar mais em risco o lockdown em cidades e estados

Segundo apuração da Agência Brasil, a Secretaria Especial da Cultura emitiu uma nota explicando a portaria. Conforme diz o governo, essa medida foi tomada para “priorizar as análises das propostas culturais que possam ser executadas”

Entretanto, a secretaria despreza a realidade que se impõe, desde o início da pandemia o setor cultural têm se reinventado para levar entretenimento cultural para a população, mesemo – e principalmente – a população que está em casa.

Logo, á diversas possibilidades de execução de projetos culturais pela internet e em outros espaços seguros em que não haja a promoção de contágio por Covid-19.

Leia também:
Quanto mais transmissão comunitária, maior a taxa de mutação do coronavírus

Novo teste da Fiocruz identifica variantes do coronavírus

Com informações da Agência Brasil.