Reconta Aí Atualiza Aí Guedes descarta auxílio emergencial em 2021

Guedes descarta auxílio emergencial em 2021

auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, descartou a extensão do auxílio emergencial – criado por conta da pandemia de coronavírus – para o início de 2021. Segundo o chefe da equipe econômica, a economia brasileira já está se recuperando e a Covid-19 “cedeu”.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Enquanto médicos e cientistas discutem sobre a possibilidade e apontam o risco de uma segunda onda da doença no País, Guedes afirmou durante uma reunião com investidores que os integrantes do governo não são “dirigidos por fabricações” e “falsas narrativas”.

O ministro afirmou que o auxílio poderia retornar em uma nova situação de crescimento do número de casos, mas indicou entender que esta é uma realidade distante, ao falar em “Covid 3022”.

Durante a palestra, apesar de mencionar uma suposta recuperação da economia, o ministro não comentou, por exemplo, os dados recordes de desocupação que afetam o Brasil.

A posição de Guedes contraria levantamentos que indicam que o auxílio emergencial foi responsável não só por uma queda menor na economia e por recompor a renda, mas também para evitar a disseminação da própria doença ao permitir que trabalhadores e trabalhadoras permanecessem mais tempo em casa.

Com o fim do auxílio chegando, essas estimativas apontam para a potencial explosão da taxa de desemprego no país sem uma alternativa constituída, já que o projeto de reformulação do Bolsa Família sonhado por Jair Bolsonaro tem esbarrado em obstáculos orçamentários, em outras palavras, não obteve uma fonte de recursos.

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial