Pular para o conteúdo principal

Governadores garantem início de vacinação infantil em 48h após receberem doses

Imagem
Arquivo de Imagem
imunização infantil

O Fórum dos Governadores garantiu que, ao receberem as doses destinadas a crianças de 5 a 11 anos, os estados serão capazes começar a vacinação em até 48 horas em 90% dos municípios do Brasil.

"Da parte dos estados, pelo Fórum dos Governadores, integrados com os municípios estamos trabalhando aqui toda uma estrutura para rapidamente fazer a distribuição. É possível aqui na maioria dos estados já em 48 horas garantir a presença dessas vacinas em todos os municípios, já começar a vacinação após a entrega em cada estado e ao mesmo tempo assegurar celeridade", garantiu Wellington Dias (PT), governador do Piauí e coordenador do enfrentamento à pandemia no Fórum.

LEIA TAMBÉM:
- Educação: Enem será reaplicado nos dias 9 e 16 de janeiro
- Instituto Lula oferece bolsas de pesquisa de R$ 6 mil

Dias afirmou ainda que o Ministério da Saúde, em uma reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) indicou 10 de janeiro como a data para o recebimento pelo Brasil de doses do imunizante da Pfizer. A data mais garantida pela pasta, entretanto, é a partir da segunda quinzena de janeiro.

"É importante a vacinação dessas crianças para o calendário da educação", complementou Dias.

O Ministério da Saúde promove nesta terça-feira (4) uma audiência pública para debater o tema. A Anvisa autorizou o emprego do imunizante para a faixa etária no final de 2021. A questão se tornou uma nova polêmica do Governo Federal: a pasta de Marcelo Queiroga afirmou que a vacinação seria liberada para crianças de 5 a 11 anos que tivessem pedido médico.

Em reação ao anúncio original do Executivo federal, os governos de ao menos 21 unidades federativas afirmaram que dispensaram a exigência de pedido médico para a vacinação: Acre, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.