Pular para o conteúdo principal

Gás de cozinha terá aumento de 5%

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

A Petrobras vai reajustar a partir desta quinta-feira (4) o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) vendido pela companhia às distribuidoras. O GLP é utilizado nos botijões de gás doméstico e também para abastecer carros a gás.  

Segundo a Petrobras, o preço médio praticado por ela será de R$ 24,08 por botijão de 13 kg. Porém, são as distribuidoras que fazem o envase do produto e a sua distribuição. Dessa forma, o produto final, que é comprado pelas famílias, tem uma variação de preços em torno de 69%.

De acordo com a Petrobras, mesmo com esse aumento, o GLP teve uma queda preço de 13,4% durante 2020. Isso ocorreu pela desvalorização do preço do barril do petróleo no mercado internacional no início do ano.

Por outro lado, curiosamente, os aumentos ao consumidor são repassados com um velocidade superior às quedas dos preços. No ano passado, com o aumento do preço do gás de cozinha, muitas famílias voltaram a usar lenha para cozinhar. Decorrente desse fato, o número de acidentes domésticos envolvendo queimaduras aumentou, assim como o prejuízo ao meio ambiente.

O aumento acontece durante uma crise econômica sem precedentes no Brasil. Com essa alta, o preço de um botijão de gás pode equivaler à aproximadamente 1/6 do auxílio emergencial (R$ 600,00).