Pular para o conteúdo principal

"Fenaban não tem levado a sério nossas reivindicações", diz Ivone Silva

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Arte: Linton Publio/Seeb-SP
O Comando Nacional dos Bancários se reuniu mais uma vez com os representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), nesta quinta-feira (20). A expectativa era de uma proposta favorável às reivindicações da categoria, mas não foi o que aconteceu.

De acordo com Ivone Silva, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo e uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, a Federação propôs retirar a 13ª cesta alimentação e diminuir a gratificação de função de 55% para 50%.

“Na negociação anterior, a Fenaban já tinha proposto a redução da nossa participação dos lucros e resultados de até 48%. É um absurdo. A Fenaban não tem levado a sério as nossas reivindicações”, explica Ivone.

Leia também:
Bancários e Fenaban fazem nova rodada de negociação hoje (20)
Campanha dos Bancários: Igualdade de oportunidades é o tema da negociação de hoje (13) com a Fenaban

Ela destaca ainda que a Federação só comparece às negociações para a retirada de direitos. “Esperamos que amanhã, na nossa próxima rodada de negociações, a Fenaban realmente traga propostas que possam ser apreciadas pela categoria bancária”, diz a coordenadora do Comando.

O Comando Nacional dos Bancários, que representa os trabalhadores na negociação, rejeitou a proposta na mesa. No entanto, a negociação segue nesta sexta-feira (21), às 11h.

Uma hora antes da reunião, haverá mobilização no Twitter, Facebook e Instagram. As hashtags escolhidas são #NenhumDireitoAMenos e #NaoMexaNaPLR.