Reconta Aí Explica Aí Auxílio emergencial: Saiba como fazer o cadastro nas agências dos Correios

Auxílio emergencial: Saiba como fazer o cadastro nas agências dos Correios

Correios

Parceria entre o Ministério da Cidadania e os Correios irá ajudar milhões de brasileiros que não possuem acesso à internet e precisam realizar o cadastro

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.

A partir de agora, os brasileiros que não possuem acesso à internet e não conseguiram ainda se cadastrar para receber o auxílio emergencial poderão procurar as mais de seis mil agências dos Correios em todo o País.

Depois de muitos problemas envolvendo os cadastros pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial, o Ministério da Cidadania firmou uma parceria com a empresa pública. De acordo com a Pasta, a expectativa é que sejam realizados até 27 milhões de atendimentos.

O cadastro será feito gratuitamente por funcionários dos Correios. Mas para evitar aglomerações, a empresa pública escalonou o atendimento. Dessa forma, o cidadão deverá procurar as agências no dia da semana que corresponde com o seu mês de nascimento. Veja abaixo:

Segunda-feira: serão atendidos os nascidos em janeiro e fevereiro
Terça-feira: serão atendidos os nascidos em março e abril
Quarta-feira: serão atendidos os nascidos em maio e junho
Quinta-feira: serão atendidos os nascidos em julho, agosto e setembro
Sexta-feira: serão atendidos os nascidos em outubro, novembro e dezembro

Atenção! Não é possível sacar o auxílio emergencial nas agências dos Correios. O único serviço disponível é o cadastramento.

Leia também:
Especialistas alertam para invasão de privacidade após governo divulgar dados pessoais de quem recebe auxílio emergencial
– #RecontandoAuxílio: Todas as perguntas sobre auxílio emergencial que respondemos em nossa live no YouTube
– Seu auxílio emergencial foi cancelado após receber a 1ª parcela? Entenda o que está acontecendo

Documentos necessários para o cadastro nos Correios

A grande maioria das agências funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Mas algumas podem ter alterado o horário de atendimento por causa da pandemia do coronavírus. Dessa forma, acesse o sistema Busca Agência (clicando aqui) para obter mais informações.

Para realizar o cadastro nas agências do Correios é preciso apresentar os seguintes documentos:

– Documento de identificação oficial com foto, em que conste também o nome da mãe
– CPF do solicitante e dos membros da família que dependem da sua renda
– Dados bancários

Caso o cidadão não tenha uma conta bancária, o atendente irá criar uma Poupança Social Digital da Caixa. Para isso, serão usados os documentos apresentados anteriormente.

No final do atendimento, o cidadão receberá um protocolo de cadastro que deve ser guardado.

Quem pode receber o auxílio

Para receber as três mensalidades de R$ 600, o beneficiário precisa preencher os seguintes requisitos:

– Maior de 18 anos de idade (exceto mães adolescentes);
– Não receber benefícios previdenciários ou assistenciais (como seguro-desemprego, aposentadoria ou Bolsa Família);
– Ser MEI, contribuinte do Regime Geral da Previdência Social ou trabalhador informal inscrito no Cadastro Único;
– Ter renda familiar abaixo de três salários mínimos (R$ 3.135) ou renda por pessoa inferior a meio salário mínimo (R$ 522,50);
– Não ter recebido mais de R$ 28.229,70 em renda tributável no ano de 2018

Até dois membros da mesma família poderão receber o auxílio, somando R$ 1.200. Entretanto, as mulheres que possuem empregos informais e que são chefes de família terão direito a duas cotas do auxílio, totalizando R$ 1.200.

Acompanhamento do cadastro

O prazo previsto para a conclusão da análise do cadastro é de dez dias. De acordo com o Ministério da Cidadania, após esse prazo o brasileiro poderá consultar o andamento do pedido em qualquer agência dos Correios. Para isso, deverá apresentar ao atendente o protocolo de cadastro e o CPF.

Entretanto, o acompanhamento da liberação do benefício pode ser feito pelo site da Dataprev (clicando aqui), pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial (clicando aqui) ou pelo telefone 121.