Pular para o conteúdo principal

Eleições 2022: Faltam 100 dias para a disputa. Veja repercussão nas redes sociais

Imagem
Arquivo de Imagem
Faltam 100 dias para as eleições de 2022

A data de hoje (24) marca a contagem regressiva para as eleições 2022, quando eleitores de todo o Brasil escolherão representantes para o legislativo e o executivo estadual e federal. De acordo com a última pesquisa eleitoral - Datafolha divulgado ontem (23) - é provável que o atual presidente, Jair Bolsonaro, não se reeleja.

Conforme aponta a pesquisa, o ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) manteve sua vantagem de forma estável sobre Jair Bolsonaro (PL). Na pesquisa estimulada, em que nomes de pré-candidatos são mostrados aos entrevistados, a diferença entre os dois primeiros é de 19 pontos percentuais. Lula tem 47% das intenções de voto e Bolsonaro tem 28%.

Leia também:
- Sob Bolsonaro, preço dos alimentos cresce acima da inflação
- Planos de saúde puxam para cima a inflação, segundo prévia publicada hoje (24)

Repercussão

O ex-presidente Lula fez uma postagem em suas redes sociais mostrando que está malhando para chegar em forma à votação do primeiro turno, em 2 de outubro.

Já os perfis de direita acreditam que nos próximos 100 dias, haverá uma grande mudança na tendência eleitoral.

O perfil dos cantores e humoristas da família Passos aproveitaram o marco dos 100 dias para relembrar o infame recurso dos 100 anos de sigilo, que Bolsonaro impôs sobre as ações impopulares do governo.

A presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, aproveitou a data para relembrar o aumento do custo de vida.

Ambientalistas chegaram a listar 100 motivos para não reeleger Bolsonaro.