Pular para o conteúdo principal

Eleições 2022: eleitores já podem solicitar voto em trânsito

Imagem
Arquivo de Imagem
A três meses das eleições Bolsonaro quer elevar auxílios pagos à caminoheiros

Matéria atualizada em 25 de julho de 2022, às 12h35

Eleitoras e eleitores que pretendem votar em trânsito já podem fazer a solicitação a partir desta segunda-feira (18). O voto em trânsito é como uma transferência de domicílio eleitoral, mas temporária. A solicitação pode ser feita até o dia 18 de agosto. Assim, o cidadão poderá indicar o local, fora de seu domicílio eleitoral, onde pretende votar. 

O voto em trânsito ocorre quando o eleitor está fora do seu domicílio eleitoral e indica outra cidade para votar, mas somente em capitais e municípios com mais de 100 mil eleitores

Como pedir

O pedido de transferência temporária para votar em trânsito deve ser feito, presencialmente, em qualquer cartório eleitoral do país, no período compreendido entre 18 de julho e 18 de agosto de 2022, mediante documento oficial com foto.

Não há a opção de solicitação pela internet. Para isso, basta procurar qualquer cartório eleitoral para indicar onde pretende votar. Clique aqui para consultar cartórios e zonas eleitorais.

Leia também:
- Afinal, o que é e como funciona o Orçamento Secreto?
- Criminalização do gasto público é ineficiente do ponto de vista econômico, diz pesquisador

O voto em trânsito é permitido somente para eleitores que estão com o título regularizado. Quem estiver fora de seu estado poderá votar somente para presidente da República. O eleitor que estiver fora de sua cidade, mas em um município localizado no mesmo estado, poderá votar para todos os cargos em disputa. 

Essa modalidade não vale para urnas eletrônicas instaladas no exterior, porém, o eleitor brasileiro que mora fora do país, mas estará no Brasil no período de eleições poderá solicitar o voto em trânsito. 

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Um eventual segundo turno para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Com informações da Agência Brasil e do TSE.