Pular para o conteúdo principal

Doze chefes de Estado confirmam presença na posse de Lula

Imagem
Arquivo de Imagem
Lula

O processo de confirmação de presença de chefes de Estado na posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 1º de janeiro de 2023 já se iniciou.

As informações foram dadas nesta quarta-feira (7) em entrevista coletiva do grupo da transição responsável por organizar a cerimônia de posse do próximo presidente. Os líderes de Alemanha, Angola, Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guiné Bissau, Portugal e Timor-Leste já confirmaram presença, bem como o Rei da Espanha.

O número já é superior ao número de chefes de Estado presentes na posse do presidente derrotado Jair Bolsonaro (PL).

Os convites para chefes de Estado foram enviados na segunda-feira (5). Alguns ministros de Relações Exteriores de outros países também foram confirmados.

Leia também:
- STF começa a julgar legalidade do Orçamento Secreto hoje (7)
- Governo de Transição: "Quadro dramático", diz Mercadante sobre Educação

Demanda Especial

Rosângela Lula da Silva, a Janja, nome de referência para a organização da posse, também colocou que o grupo recebeu uma "demanda especial" de familiares de autistas: a questão dos ruídos, "especificamente fogos de artifício e a salva de tiros".

"Vamos conversar com o cerimonial do Senado [sobre as salvas]. Com relação ao fogos, já havíamos decidido que não teria ou, se tiver, será sem barulho", disse Janja.