Pular para o conteúdo principal

Dinossauro discursa sobre mudanças climáticas em campanha promovida pela ONU

Quem poderia falar melhor da extinção da vida do planeta do que um exemplar de uma espécie que já não existe mais? Foi essa a proposta que o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNPD) apresentou para alertar as pessoas de todo o mundo sobre o perigo das mudanças climáticas.

No vídeo, um dinossauro toma o púlpito do que parece ser a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e explica que a humanidade está financiando a sua própria extinção por meio dos subsídios governamentais à queima de combustíveis fósseis, como petróleo e carvão. Ao mesmo, relembra que há a oportunidade de reconstruir as economias de todo o planeta com foco na melhoria de vida de milhões de pessoas que hoje são pobres.

A campanha da UNPD foi lançada em meio às preparações para a Conferência Mundial do Clima, a COP 26, que começou ontem na cidade de Glasgow, na Escócia. Nela, representantes de todo o mundo debaterão até o dia 12 de novembro formas de conter as mudanças climáticas, que segundo o relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) estão sendo ocasionadas pela ação do homem.

LEIA TAMBÉM
- Quanto custa proteger o futuro da humanidade do aquecimento global?
- Plano Nacional sobre Mudança do Clima é alvo de processo na Justiça

O mesmo relatório aponta que se toda a humanidade não se unir em torno do fim da queima de combustíveis fósseis, o clima da Terra ficará progressivamente mais hostil, acabando com todas as esPécies que conhecemos, inclusive a nossa.