Pular para o conteúdo principal

Dieese: Política neoliberal fora de moda do governo Bolsonaro está levando o país a um 'beco sem saída'

Imagem
Arquivo de Imagem
ensino superior

A tensão geopolítica global é tema da recente edição do Boletim de Conjuntura do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O texto repercute o conflito entre Rússia e Ucrânia e os possíveis desdobramentos em relação ao desempenho da economia mundial.

"A tensão na Ucrânia se desenrola em um momento em que a maioria das grandes economias vem sendo afetada pela elevação da inflação. A Ucrânia, além de ser um grande produtor de milho e trigo, serve também como passagem para transporte de óleo e gás", destaca o Dieese.

O material também traz uma análise da crise no contexto da economia brasileira sob a ótica do governo Bolsonaro - que insiste numa política neoliberal "ultrapassada" com consequências no aumento do desemprego e a expansão da fome e da pobreza.

Leia também:
- PIB cresce 4,6% em 2021
- Efeitos econômicos do conflito podem não se limitar à Europa, avalia economista

"A venda das estatais a preço irrisórios, a desnacionalização da economia, a destruição do mercado consumidor interno com o aumento do desemprego e da miséria, a erosão dos direitos trabalhistas, ou seja, essa política neoliberal fora de moda do governo Bolsonaro e de seu ministro Paulo Guedes, está levando o país a um verdadeiro “beco sem saída”.

No boletim, o Dieese prevê que no período de 2019 a 2022, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro apresentará um crescimento médio de 0,5% ao ano - levando em conta crescimento estimado pelo Banco Central de 0,3% para 2022.

O Boletim de Conjuntura "Tensão Geopolitica Global pesa sobre a já difícial conjuntura do Brasil" pode ser acessado aqui.