Pular para o conteúdo principal

Dia dos Professores: Saiba quanto ganha quem ensina no Brasil

Imagem
Arquivo de Imagem
card professor media salarial

A visão da sociedade em relação aos professores mudou desde o início da pandemia. Com crianças e adolescentes em casa, parte dos adultos descobriu que os profissionais em sala de aula não ensinam apenas o conteúdo programático exigido pelo Ministério da Educação, mas sim lidam com diversos aspectos do crescimento físico, mental e emocional das estudantes.

Muitas foram as lives, esquetes de humor e pedidos de que os educadores voltassem logo às salas de aula, pois a conciliação do trabalho cotidiano com a presença dos filhos em casa estava difícil. Além disso, com a carestia e a perda de empregos durante o período, a ida dos filhos à escola impactou financeiramente as famílias, chegando até a influenciar a segurança alimentar das crianças de baixa renda.

LEIA TAMBÉM:
- A Sociedade sem Educação – Feliz Dia do Professor
- Um país sem ciência é refém de um presente medíocre e de um futuro sem perspectivas

Contudo, o salário dos profissionais de educação não foi pauta durante o período. Nem mesmo levando em conta estudo realizado pela Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) - o relatório Education at a Glance 2021 - de que o piso salarial dos professores brasileiros é o menor entre 40 países pesquisados. Acrescente-se a esse panorama a desigualdade regional de remuneração para se ter um retrato triste da vida dos professores brasileiros.

Quanto ganha em média um professor em cada unidade da federação do Brasil?

Segundo um levantamento realizado pela Catho, plataforma que conecta empresas e candidatos, há uma enorme desigualdade de média salarial entre os professores no País. A maior média salarial é encontrada no Distrito Federal, seguido pelo Pará e Maranhão. Já as piores médias foram obtidas pelos educadores que lecionam no Rio Grande do Norte, Amapá e Ceará.

Outro caso que merece destaque é o Rio Grande do Sul, que registra a sexta pior média salarial entre as unidades da federação, mas tem uma das cestas básicas mais caras do Brasil. Confira a média salarial por estado.

Há vagas de emprego para professores

“Com o avanço da vacinação e o retorno das aulas presenciais foi possível notar um crescimento na oferta de vagas para os educadores e principalmente para os auxiliares que são essenciais no modelo presencial”, explica Patricia Suzuki, CHRO da Catho.

No levantamento realizado pela plataforma, há um aumento de 324% nas vagas de auxiliares de classe em comparação ao mesmo período do ano passado. Outra área da educação que tem vagas é o ensino de línguas, houve um aumento de 79% na busca de professores de inglês, informa a Catho.