Pular para o conteúdo principal

Desemprego: 19 estados têm taxa média recorde em 2020

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

A taxa média de desemprego em 2020 foi recorde em 19 estados do País e no Distrito Federal, acompanhando a média nacional, que aumentou de 11,9% em 2019 para 13,5% no ano passado. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada nesta quarta-feira (10) pelo IBGE.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Trata-se da maior taxa média da série histórica da PNAD Contínua, iniciada em 2012. Os estados do Nordeste concentraram as maiores taxas, sendo que no Sul, as menores. Segundo o IBGE, os resultados decorrem dos efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o mercado de trabalho.

Em 2020, as maiores taxas de desocupação ficaram com Bahia (19,8%), Alagoas (18,6%), Sergipe (18,4%) e Rio de Janeiro (17,4%), como mostra a tabela abaixo. Já as menores foram localizadas em Santa Catarina (6,1%), Rio Grande do Sul (9,1%) e Paraná (9,4%).

Desemprego recua apenas em cinco estados no 4º trimestre

No último trimestre de 2020, a taxa de desocupação – que recuou para 13,9%, depois de atingir 14,6% no terceiro trimestre – reduziu apenas em cinco estados, ficando estável nos demais.

As maiores taxas foram registradas na Bahia e em Alagoas, ambos com 20%, seguidos do Rio de Janeiro (19,4%). Já as menores ficaram com Santa Catarina (5,3%), Rio Grande do Sul (8,4%) e Mato Grosso do Sul (9,3%).

Com informações do IBGE