Reconta Aí Atualiza Aí Democratas americanos pedem explicações sobre acordo de Trump com Bolsonaro

Democratas americanos pedem explicações sobre acordo de Trump com Bolsonaro

O telegrama dos deputados americanos questiona qual o envolvimento do embaixador do país na reeleição de Donald Trump.

Em telegrama oficial enviado pela Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados dos EUA à embaixada do país no Brasil, o deputado Eliot Engel pediu explicações sobre acordo comercial entre Brasil e Estados Unidos. De acordo com ele, é possível que o acordo tenha sido firmado para beneficiar Trump nas eleições presidenciais.

O abraço de Todd Chapman em Bolsonaro no Dia da Independência dos EUA seria um agradecimento á ajuda para reeleição de Trump?
Foto: reprodução/Facebook

Além do deputado Eliot Engel – presidente da Comissão de Relações Exteriores, o presidente da subcomissão de Hemisfério Ocidental da mesma comissão, Albio Sires, também assinou o documento.

O telegrama foi enviado no dia 4 de agosto em resposta a uma matéria publicado no O Globo em 30 de julho. De acordo com a matéria, Todd Chapman pediu como “favor” ao governo brasileiro o aumento da importação do combustível etanol dos Estados Unidos. Tal medida ajudaria Donald Trump consolidar o apoio dos produtores de milho do Iwoa, base eleitoral de Trump.

Relações Brasil Estados-Unidos, ou relações Bolsonaro-Trump?

No telegrama, Engel e Sires questionam o embaixador Todd Chapman se tal acordo de cavalheiros do Brasil com os EUA não seriam incompatíveis com a função de chefe de missão diplomática. O que se espera de um embaixador é o fortalecimento de relações entre países, não entre governos, principalmente em período eleitoral.

No mesmo sentido, Chapman foi questionado pela defesa que fez da “liberdade de expressão” do deputado brasileiro Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ). O filho do presidente Bolsonaro manifestou-se favoravelmente à reeleição de Trump em suas redes sociais, e foi advertido por Eliot Engel na data.

“Já vimos este manual antes. É vergonhoso e inaceitável. A família Bolsonaro precisa ficar FORA das eleições dos EUA. ”

Eliot Engel, em uma rede social ao responder publicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro.

O acordo comercial não gera vantagens ao Brasil

Apesar de extremamente comemorado, o acordo comercial em questão não é vantajoso ao Brasil. Assim como muitos dos acordos fechados pelo governo Bolsonaro durante a sua gestão.

Ele permite que os EUA exportem 750 milhões de litros de etanol ao Brasil sem tarifa por 12 meses. Isso compete frontalmente com os produtores de cana de açúcar do Brasil e pode ainda impactar no mercado de açúcar interno, já que parte do acordo envolve a exportação de açúcar brasileiro para os EUA.

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial