Pular para o conteúdo principal

CPI da Covid: "Imunidade de rebanho é um fato", diz Nise Yamaguchi

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Ao ser questionada pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL), Nise Yamaguchi afirmou que "a imunidade de rebanho é um fato".

A médica Nise Yamaguchi  afirmou nesta terça-feira (1) em depoimento na CPI da Covid que "opiniões são circunstanciais" e que, neste momento, ele se dará "pelas vacinas". O relator da Comissão, Renan Calheiros, questionou se ela mantinha a mesma posição que manifestou em junho de 2020.

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

"A resposta não é simples. O que eu estou dizendo é que imunidade de rebanho é um fato. A partir de um momento, a comunidade adquiria uma imunidade. Não se previa tantas interfaces tão complexas. É difícil dizer o número de casos em que isso vai ocorrer", afirmou Yamaguchi.

Leia também:
- CPI da Covid: Nise Yamaguchi mantém defesa do tratamento precoce

Para ela, não se poderia prever as mutações virais e as situações graves decorrentes da disseminação da pandemia. Questionada novamente se mantinha a mesma posição que apresentou em 2020, ela deu uma resposta ambígua: "Não. Para aquele momento, sim".

A depoente negou também fazer parte de um "gabinete paralelo". A questão é um dos eixos de investigação da CPI. Parte dos integrantes da Comissão entende que decisões do governo federal da pandemia foram tomadas fora do Ministério da Saúde.