Pular para o conteúdo principal

Correios: Inscrição para concurso de redação de cartas vai até 18 de março

Imagem
Arquivo de Imagem
correios concurso

As incrições para o 51º Concurso Internacional de Redação de Cartas - promovido pela União Postal Universal (UPU/ONU) e realizado no Brasil pelos Correios - se encerrarão no próximo 18 de março. Estudantes com até 15 anos de idade das escolas públicas poderão participar enviando as redações aos Correios, por meio das instituições de ensino.

O tema da redação deste ano é uma preocupação crescente em todo o mundo: "Escreva uma carta a uma pessoa influente para explicar por que e de que forma ela poderia tomar iniciativas para combater a crise climática".

O objetivo, segundo a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), "é melhorar a alfabetização de jovens por meio da redação de cartas, incentivando a expressão da criatividade e o aprimoramento dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes".

Como se inscrever no concurso de redação de cartas dos Correios

Todas as informações sobre o concurso, como formulário de redação, ficha de inscrição e endereço para o envio dos documentos estão disponíveis no site dos Correios, clicando aqui

Cada escola deve escolher duas redações entre as elaboradas pelos seus estudantes para representá-la na fase estadual. A melhor redação de cada estado concorrerá aos prêmios da etapa nacional. Na sequência, serão escolhidas três cartas e a vencedora dentre elas representará o Brasil na etapa internacional do concurso.

Leia também
- Estudantes: Resultado da primeira chamada do Prouni será divulgado nesta quarta-feira (2)

As escolas e os alunos vencedoras receberão até R$ 10,5 mil e até R$ 10 mil, respectivamente. Também haverá premiação para os primeiros colocados na fase estadual.

O Brasil no concurso

O Brasil já conseguiu, segundo os Correios, três medalhas de ouro na etapa internacional do concurso, nos anos de 1972, 1988 e 2006. Além disso, os estudantes do País ja conquistaram também duas medalhas de prata em 1978 e 1980 e duas medalhas de bronze em 1992 e 2015; e receberam menções honrosas em 2009, 2012, 2016, 2017, 2018 e 2021.

Isso dá ao Brasil o segundo lugar na história da competição, sendo superado somente pela China, que já obteve cinco medalhas de ouro.