Pular para o conteúdo principal

Congresso aprova aumento para deputados e senadores; impacto será cerca de R$ 107 milhões

Imagem
Arquivo de Imagem
Congresso Nacional

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (20) proposta que aumenta os salários dos integrantes do Congresso, do presidente e vice-presidente da República e de ministros de Estado. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) nº 471 de 2022 foi também aprovado pelo Senado e seguiu para promulgação.

A proposta garante aumento gradual ao longo de quatro anos, ou seja, até 2025. Após esse período, o aumento representará um crescimento de 37,23% em relação aos valores atuais.

Leia Mais:
- PEC da Transição é aprovada em primeiro turno na Câmara
- Congresso debate orçamento de 2023 após fim do Orçamento Secreto
- Salariômetro: Metade dos reajustes negociados em novembro ganha da inflação

A primeira etapa começa já em 1º de janeiro, quando o valor atual passará de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,00 - patamar atual dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O último aumento garantido pelo PDL ocorrerá em fevereiro de 2025.

Só em 2023, a previsão é de que o aumento dos vencimentos terá um impacto conjunto - Câmara, Senado e Poder Executivo - que totalizará cerca de R$ 107 milhões a mais.

De acordo com os congressistas, os aumentos recomporão apenas parcialmente a inflação desde o último reajuste, em 2014.