Pular para o conteúdo principal

Comitê lança cartilha sobre representação de trabalhadores em empresas públicas

Imagem
Arquivo de Imagem
Caixa

O 1º Encontro de Conselheiros Representantes dos trabalhadores nas Empresas Públicas reuniu mais de duas dezenas de participantes e, além da troca de experiências, marcou o lançamento de uma cartilha sobre os aspectos jurídicos e legais que envolvem a função.

A cartilha foi baseada em um estudo do advogado Luiz Alberto dos Santos, que também participou do encontro, promovido pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas e ocorrido no último dia 25.

“Nos últimos anos o mandato do conselheiro eleito tem sido essencial para mobilizar as categorias, fazer a resistência contra privatizações das empresas e lutar por melhores condições de trabalho. Além disso, entre os papéis dos conselheiros está também o da fiscalização e uso dos recursos públicos", explica Rita Serrano, representante eleita dos trabalhadores no Conselho Administrativo da Caixa Econômica Federal e presidenta do Comitê.

Ela lembra como, em meio a um governo de orientação ultraliberal e defensor das privatizações, a função de representante dos trabalhadores tem sido atacada. De acordo com Serrano, o encontro e a cartilha possibilitam o aprimoramento dos mandatos: "Nesse cenário, reunir os conselheiros, debater os problemas enfrentados, buscar esclarecimentos e somar esforços é fundamental”.

Participaram do encontro representantes de diferentes empresas e setores, tais como o Banco do Nordeste do Brasil, Correios, Hemobrás, Embrapa, Banco do Brasil, Copergás, Eletrobrás, Laboratório Farmacêutico de Pernambuco (Lafepe), Ebserh, Banco da Amazônia, Casa da Moeda, EBC, Eletronorte, Dataprev, Eletrobrás, Serpro, BNDES, CBTU e Metrô. Também esteve presente Jair Ferreira, representante da Fenae, entidade parceira do comitê.

Um novo encontro, também virtual, deve ocorrer ao final de setembro.