Pular para o conteúdo principal

Centrais sindicais realizam ato neste dia 20 pelo auxílio de R$ 600 até o fim da pandemia

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Contra a fome, por vacina para todos, distanciamento social, programa de manutenção e proteção do emprego e da renda e apoio financeiro às pequenas e médias empresas que geram emprego.

Com a chamada “vacina no braço e comida no prato!” as centrais sindicais realizam nesta terça-feira (20) mais um dia de ação contra a fome e pela imunização para todos contra a Covid-19. As lideranças das centrais também pretendem pressionar o Congresso Nacional para que os deputados e senadores coloquem em votação e aprovem o auxílio emergencial no valor de R$ 600, até o fim da pandemia.

O auxílio emergencial 2021 passou a valer por Medida Provisória publicada no dia 18 de março, mas com um novo formato: parcelas menores tanto em número quanto em valor. Após passar por avaliação, o Governo Federal estimou que somente 45 milhões de pessoas teriam direito a receber o auxílio. O pagamento já começou em abril e segue um calendário, em quatro parcelas com valores que variam entre R$ 150 e R$ 375

Os sindicalistas alertam que o valor em vigência, de R$ 150 a R$375, não é suficiente para as despesas e, além disso, o público alvo está muito reduzido.

Confira o material elaborado pelas centrais sindicais para o ato do dia 20