Pular para o conteúdo principal

Censo 2022: MP autoriza IBGE a contratar sem processo seletivo

Imagem
Arquivo de Imagem
censo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai poder contratar pessoal, por tempo determinado, para trabalhar no Censo 2022. A Medida Provisória (MP) 1.141 publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (21) dispensa a realização de processo seletivo e permite incluir aposentados pelos regimes próprios de previdência social da União, dos estados, do Distrito Federal ou dos municípios.

De acordo com a MP, os contratados vão desempenhar atividades referentes ao recenseamento, sendo que não haverá diferenças nas condições de trabalho entre os contratados e concorrentes.

Leia também:
- Atos terroristas de extrema direita assustam, ferem e podem matar
- Focus: Economistas elevam projeção para inflação em 2022 pela quarta semana seguida

“Haverá igualdade de condições na seleção, na contratação e na execução da contratação entre os aposentados e os demais concorrentes ou contratados”, informa o IBGE.

O IBGE já havia reconhecido em novembro que a quantidade de recenseadores estava abaixo do estimado e que isso era uma das causas do atraso da coleta de dados. Naquele mês, durante apresentação de dados, o diretor de pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, identificou o valor da remuneração dos recenseadores, considerada baixa, como um dos motivos para a falta de procura por esse tipo de trabalho.

A data de 28 de dezembro para a entrega das informações preliminares referentes à população dos municípios para o Tribunal de Contas da União (TCU) está mantida.

Com informações da Agência Brasil