Pular para o conteúdo principal

Caixa Tem: Metade dos brasileiros com conta bloqueada não precisa ir até uma agência da Caixa

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Nos últimos dias, cerca de 3 milhões de contas Poupança Social Digital da Caixa foram bloqueadas pelo Banco Público. Mas nem todas as pessoas precisam procurar uma agência da Caixa para liberar a movimentação da conta.

Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, os problemas com as contas se dividem em fraude e inconsistência cadastral. Guimarães explicou, nesta quarta-feira (22), o que deve ser feito em caso de bloqueio da conta.

A movimentação da conta Poupança Social é feita pelo aplicativo Caixa Tem e é por lá que as pessoas serão informadas se a conta está bloqueada e o que ela deve fazer.

Durante a coletiva do Banco Público foi informado que 51% das contas bloqueadas foram por motivo de fraude e os outros 49% foram por inconsistência cadastral.

Nos casos de inconsistências cadastrais, Guimarães disse ter uma solução para evitar aglomerações nas portas das agências. “Resolvemos hoje que as informações podem ser enviadas via digital”, revelou ao explicar que a validação dos documentos será por WhatsApp.

No entanto, o cidadão que teve a conta bloqueada por fraude precisa procurar uma agência da Caixa – na data do pagamento referente ao seu mês de aniversário – para provar que a conta é mesmo dele.

“A nossa expectativa é baixa. Neste grupo, esperamos que poucos vão às agências porque os indícios de fraudes são muito claros”, explicou Guimarães.

Bloqueio por inconsistência de dados

Quase metade (49%) dos casos de bloqueio de conta são por inconsistência de informações. Neste caso, não é preciso comparecer em agências da Caixa. Tudo pode ser resolvido pelo aplicativo Caixa Tem.

Ao entrar no aplicativo, vai aparecer a opção “Liberar acesso” no menu. Ao clicar nessa opção, aparecerá a seguinte mensagem:

“Para finalizar a validação do seu cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp. Para iniciar a conversa, clique no link abaixo e mande a palavra CADASTRO”.

Logo abaixo dessa mensagem terá um link de acesso que vai direcionar a pessoa para o WhatsApp. Em seguida, digite a palavra “Cadastro” e siga o passo a passo que será informado na sequência.

De acordo com o presidente da Caixa, neste atendimento será solicitado o envio de documentos para serem analisados pelo Banco Público. A validação das informações deve acontecer em até 24 horas. Caso esteja tudo certo, a conta Poupança Social Digital será desbloqueada.

Leia também:
– Calendário de pagamento da 4ª e 5ª parcelas do auxílio emergencial já está disponível
– Tire suas dúvidas sobre cadastro, pagamento, saque, Dataprev, Caixa Tem e muito mais

Bloqueio por fraude no Caixa Tem

O cidadão que está entre os 51% de contas bloqueadas por motivo de fraude, vai entrar no aplicativo Caixa Tem e se deparar com a mensagem abaixo:

“É necessário regularizar seu acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”.

Neste caso, a pessoa deve procurar uma agência da Caixa com os documentos de identificação pessoal em mãos. Vale lembrar que o atendimento para essa situação segue as mesmas datas do calendário de pagamento.

Ou seja, o cidadão só poderá procurar uma agência para resolver a situação na data do calendário de pagamento referente ao seu mês de aniversário (acesse o calendário clicando aqui).

No atendimento, os documentos serão analisados e, caso seja comprovado que a conta foi bloqueada indevidamente, o funcionário do Banco Público irá solicitar o desbloqueio.

Atenção! Todas as contas Poupança Social Digital que estão com suspeita de fraude – ou já foram constatadas as fraudes – estão sendo investigadas pela Polícia Federal.