Pular para o conteúdo principal

Brasileiros gastaram 2 vezes mais do que ganharam em dezembro

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Pesquisa analisou cinco mil consumidores que gastaram mais do que receberam e ainda ficaram com saldo negativo de no mínimo R$ 500

gastaramFoto: Rubens Cavallari / Folhapress

No mês de dezembro, todo mundo acaba gastando um pouco além da conta. Mas uma pesquisa do aplicativo de gestão financeira e curadoria de produtos Guiabolso revela que esse “pouco além da conta” na verdade é “muito além da conta”.

O aplicativo analisou o perfil de cinco mil consumidores que gastaram mais do que ganharam e ainda ficaram com um saldo negativo de no mínimo R$ 500 em dezembro. Em média, essas pessoas gastaram 2,1 vezes mais do que receberam no último mês do ano.

A pesquisa mostra ainda que as despesas financeiras, que incluem gastos com cheque especial e juros do cartão, aumentaram 50% em dezembro. A comparação é em relação à média que a pessoa vinha gastando nos meses de setembro, outubro e novembro. Com isso, 10% das pessoas recorreram a um empréstimo pessoal, com valor médio de R$ 13 mil.

Segundo o diretor de tecnologia e produtos do Guiabolso, Júlio Duram, a contratação do empréstimo chama a atenção. “Isso mostra que muitas pessoas ainda não estão preparadas para imprevistos, não possuem uma reserva de emergência. Mesmo sendo um período de altos ganhos, devido ao 13º salário e outras bonificações, o dinheiro extra não foi suficiente para muitos consumidores”, diz.

A análise ressalta ainda que o saldo negativo dos consumidores analisados ficou em média em R$ 4,5 mil. Se as dívidas forem colocadas em ordem crescente, o cheque especial fica exatamente na metade desta lista, em R$ 2,4 mil. “Parte das pessoas já vinha com o saldo negativo de outros meses e em dezembro o rombo só foi aprofundado”, explica Duram.