Pular para o conteúdo principal

Brasileiro gasta quase um salário mínimo por ano com despesas bancárias

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Pesquisa do Guiabolso analisou despesas bancárias – como manutenção da conta e anuidade do cartão de crédito – de 151,9 mil usuários

despesa bancáriaFoto: divulgação

As taxas de juros dos bancos caíram, mas os valores cobrados por manutenção de conta, anuidade de cheque especial e tarifas bancárias continuam pesando no bolso do brasileiro. O gasto médio, por pessoa, com esses serviços é de quase um salário mínimo por ano.

Os dados são do aplicativo de gestão financeira e curadoria de produtos Guiabolso. A empresa analisou os ganhos e gastos de 151,9 mil usuários de todas as regiões do País no ano de 2019.

As pessoas pagaram, em média, R$ 375,97 para manter a conta corrente ativa. Isso dá um valor mensal de pouco mais de R$ 31. Entretanto, ao somar os custos de todos os pesquisados, a quantia alcançada foi de pouco mais de R$ 20,5 milhões.

O levantamento mostra ainda que a despesa média dos usuários com a anuidade do cartão de crédito ficou em R$ 339,34 por ano. No somatório geral, ficou próximo dos R$ 9,5 milhões.

despesa bancáriaImagem: Guiabolso

Tarifas de extratos bancários também são cobradas do consumidor. No geral, isso acontece por a pessoa ter ultrapassado o limite permitido do pacote ou por usar uma conta com apenas dois extratos “gratuitos” por mês. Nesse caso, explica o Guiabolso, o valor médio anual foi de pouco mais de R$ 6, totalizando quase R$ 178 mil.

Tarifas bancárias

A soma geral das cinco variáveis incluídas na pesquisa revela um total de R$ 34 milhões gastos em tarifas bancárias pelas mais de 150 mil pessoas pesquisadas.

O diretor de produto e tecnologia do Guiabolso, Julio Duram, chama a atenção para o valor expressivo gasto pelos brasileiros com essas tarifas. “O ideal é que a própria pessoa analise a situação levando em conta a frequência com que usa cada serviço e os benefícios do serviço”, acrescenta.

Ele destaca ainda que o consumidor economizaria um valor considerável ao deixar de pagar mensalmente pela manutenção da conta e cartão de crédito.

“As pessoas ficam felizes quando saem notícias do saque do FGTS, por exemplo, mas sempre vale lembrar que elas podem ‘ganhar’ dinheiro fazendo algumas trocas”, afirma.