Pular para o conteúdo principal

Bolsa Família: Último dia para beneficiários contestarem na Dataprev o auxílio emergencial 2021 cancelado

Imagem
Arquivo de Imagem
Imagem do site Recontaai.com.br

Quem recebe o Bolsa Família deve realizar a contestação exclusivamente no site da Dataprev. Opção estará disponível para cadastros passíveis de reanálise

Os brasileiros que recebem o Bolsa Família e tiveram o auxílio emergencial 2021 cancelado – em função de revisões mensais ou outros motivos – ainda podem contestar a decisão no site da Dataprev. O prazo final é nesta terça-feira (1º).

Faça parte do nosso canal Telegram.
Siga a página do Reconta Aí no Instagram.
Siga a página do Reconta Aí no Facebook.
Adicione o WhatsApp do Reconta Aí para receber nossas informações.
Siga a página do Reconta Aí no Linkedin

Os beneficiários que julgarem se enquadrar nos critérios determinados pela legislação e não foram contemplados com a primeira parcela podem verificar a possibilidade de retomar o pagamento do auxílio no site da Dataprev (acesse aqui).

Ao acessar o sistema informe o CPF, o nome completo, o nome da mãe, a data de nascimento e em seguida clique em “Enviar”. Para os cadastros cancelados e que são passíveis de contestação, será possível clicar no botão “Contestar” e seguir o passo a passo para solicitar uma nova análise dos dados.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e o beneficiário poderá voltar a receber, caso seja aprovada a contestação.

Leia também:
– Imposto de Renda 2021: Prazo para entregar a declaração termina hoje (31)
– Auxílio emergencial 2021: Saque em dinheiro da 2ª parcela começa hoje (31)
– MEI: Declaração anual de imposto de renda deve ser entregue nesta segunda (31)
– Prepare o bolso: conta de luz ficará mais cara em junho

Atenção! O auxílio emergencial 2021 é pago somente para famílias com renda per capita de até meio salário mínimo e renda mensal total de até três salários mínimos. Vale lembrar que, ao contrário do auxílio de 2020, este ano somente uma pessoa por família pode receber o pagamento.

O valor do novo auxílio emergencial varia entre R$ 150 e R$ 375 por parcela. Mas as famílias que recebem o Bolsa Família têm direito a diferença entre o valor do benefício e o valor do auxílio. Assim, se o valor do Bolsa Família for igual ou superior ao do auxílio, o cidadão deve receber apenas o benefício assistencial.

Vale lembrar que antes do pagamento de cada uma das parcelas o Ministério da Cidadania faz uma reanálise dos dados dos brasileiros aprovados. Caso o pagamento de alguma das quatro parcelas seja cancelado, o cidadão também poderá contestar a decisão.