Pular para o conteúdo principal

Boletim Focus: Mercado volta a reduzir projeção de crescimento da economia em 2022

Imagem
Arquivo de Imagem
Boletim Focus

O último Boletim Focus do ano, divulgado nesta segunda-feira (27) pelo Banco Central, reforça a tendência de queda nas expectativas de crescimento da economia brasileira para este e os próximos dois anos.

A projeção de analistas para o Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 4,58% para 4,51% em 2021 e recuou de 0,5% para 0,42% em 2022. Para 2023, a previsão de crescimento do PIB passou de 1,85% para 1,80%

Aguardada pelo mercado financeiro, a publicação do BC traz projeções semanais para os índices da inflação, Selic, PIB e dólar em 2021, 2022 e 2023.

LEIA TAMBÉM:
- Desemprego e desigualdade: Dieese faz projeção econômica sobre 2022
- Retrospectiva 2021: Inflação surpreende em todo o mundo e agrava a situação no Brasil

A projeção para a inflação em 2021 passou de 10,04% para 10,02%. Apesar do recuo, se mantém acima do teto da meta, de 3,75%. O teto e o piso são 5,25% e 2,25%, respectivamente. Os marcos da meta inflacionária são definidos pelo próprio Governo Federal, tendo como objetivo garantir alguma previsibilidade para os agentes econômicos no País.

Para 2022, a expectativa foi mantida em 5,03%. Para 2023, a projeção passou de 3,40% para 3,38%.

A expectativa para a Selic, taxa básica de juros da economia, se manteve em 11,50% no final de 2022 e em 8% no fim de 2023.

Por outro lado, o câmbio segue em alta. A estimativa para o dólar aumentou de R$ 5,60 para R$ 5,63 em 2021 e de R$ 5,57 para R$ 5,60 em 2022.

Mais de 100 instituições do mercado financeiro são consultadas pelo Banco Central para a formulação do Boletim Focus.